Erick. (Monique Vilela/Banda B)

O volante Erick admitiu que o Athletico precisa ser “mais cascudo e entender o que é a Libertadores” para conquistar pontos fora de casa. O Furacão perdeu para o Colo-Colo, do Chile, por 1 a 0 e completou seis jogos sem ganhar como visitante na competição internacional. A última vitória aconteceu por 3 a 2 sobre a Universidad Católica, em 2017.

“A nossa equipe fez um bom jogo. Tentamos propor o jogo dentro daquilo que vem sabendo trabalhado nas semanas, mas talvez tenha faltado algum detalhe para que a bola entrasse a nosso favor. A gente vem evoluindo no que o professor vem pedindo. É ser mais maduro, cascudo e entender o que é a competição para sair com pontos fora de casa”, declarou o volante, em entrevista direto de Santiago.

Erick vem sendo uma das novidades na escalação do Athletico para a temporada de 2020. Ele destacou que o elenco assimilou o que o técnico Dorival Júnior pede nos treinamentos e lamentou a falta de capricho no jogo com o Colo-Colo. “Tudo é questão de adaptação. A gente tem tentado assimilar tudo que o treinador tem pedido e tem que comprar a ideia dele. Realmente faltou pouco de sorte e capricho, mas em momento algum abrimos mão de jogar. O professor pediu para não abrir mão da forma de jogar. É tentar fazer o melhor individualmente e coletivamente”, disse.

Com Erick à disposição, o Athletico volta a campo pela Libertadores na próxima terça-feira (17), às 19h15, para enfrentar o Jorge Wilstermann, em Cochabamba, na Bolívia. O Furacão divide a vice-liderança do Grupo C com o Peñarol, do Uruguai, e está atrás somente do time boliviano no saldo de gols.