Foto: PETER LEONE/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO

A temporada do Athletico não poderia ter terminado de forma melhor. Após o empate por 0x0 contra o Avaí, na última rodada do Brasileirão, o time, comandado nas últimas oito rodadas pelo técnico interino, Eduardo Barros, ficou invicto no período, campanha que credenciou o jovem profissional ao cargo de técnico do time de aspirantes, para a disputa do Paranaense em 2020. Em entrevista coletiva após o empate, Barros comemorou o bom trabalho realizado nos últimos meses deste ano.

“A avaliação dos oito jogos é muito positiva. A equipe conseguiu manter uma invencibilidade e terminar o campeonato tendo, no segundo turno, perdido apenas para a equipe campeã. Acho que é muito satisfatório”, avaliou o técnico.

Mesmo com a boa campanha, o treinador lamentou as dificuldades para montar um ‘onze’ ideal, já que boa parte do elenco athleticano entrou em férias antes mesmo do fim do Brasileirão. “Tivemos dificuldades para treinar, pois ficamos com poucos jogadores, então nós não conseguimos ter a mesma performance das outras partidas. Mesmo assim, tivemos mais chances reais de gol aqui em Florianópolis, mas não fomos competentes para transformar essas oportunidades em gol”, afirmou Eduardo Barros.

Sobre Tomás Andrade, que reclamou após ser substituído por Bruno Nazário, o treinador minimizou a polêmica. “Eu entendo que ele queria ter mais minutos, mas nós tínhamos outros jogadores e outra soluções dentro do jogo. Respeito a reclamação dele, mas o Tomás tem de respeitar a minha decisão também”, analisou.

Eduardo Barros agora entra em um curto período de férias, para voltar ao trabalho na próxima semana, com a preparação para o campeonato estadual, que começa no dia 18 de janeiro. “Vou descansar, pois não tive férias na última temporada. Voltarei dia 16 de dezembro, para um mês de preparação para o Campeonato Paranaense”, acrescentou.