Dorival Júnior comandou o Athletico na reta final do Campeonato Paranaense. (Rodolfo Buhrer/Banda B)

O técnico Dorival Júnior valorizou o desempenho dos jovens e o trabalho de Eduardo Barros na campanha que terminou com o tricampeonato do Athletico no estadual. O auxiliar comandou a equipe de aspirantes durante a fase de classificação e ainda deu chances para jogadores que hoje são aproveitados no elenco principal do Furacão.

“Essa preparação toda foi um trabalho exatamente do Edu e do departamento amador do clube. O treinador da equipe profissional apenas oportuniza aos garotos um degrau a mais. Eu fico muito feliz com isso. Uma equipe que foi reformulada em janeiro com a saída de 16, 17 atletas, e a base está dando resposta, porque a grande maioria das contratações ainda não estreou. Tivemos enorme dificuldades para a montagem da equipe e parabenizo todo o departamento médico do clube na recuperação de dois, três atletas”, declarou Dorival, em entrevista ao Dazn.

O zagueiro Lucas Halter, o lateral-esquerdo Abner Vinícius e o atacante Guilherme Bissoli foram titulares nas duas partidas da decisão. O lateral-direito Khellven saiu do banco de reservas e marcou um golaço na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba. Já o atacante Pedrinho, que também entrou durante a partida no Couto Pereira, foi o artilheiro do estadual ao lado de Guilherme Bissoli e Nikão.

Estratégia para a final

O treinador também destacou a estratégia utilizada pelo Athletico que neutralizou as principais forças do rival. “Tudo que programamos em relação à equipe do Coritiba foi cumprido à risca e neutralizamos a bola parada do Coritiba praticamente nas duas partidas. A garotada jogou, colocou a bola no chão e fez o que talvez sempre fizemos ao longo do ano”, avaliou.