Dorival Júnior após a derrota no Chile – Foto: Monique Vilela/Banda B

A derrota do Athletico contra o Colo-Colo, na noite desta quarta-feira (11), no Chile, não correspondeu com o que as duas equipes mostraram dentro de campo. Pelo menos essa é a análise de Dorival Júnior após o fim da partida, no Estádio Monumental. O técnico disse ‘respeitar o resultado’, mas disse que o rubro-negro ‘merecia uma sorte melhor’ na segunda rodada da Copa Libertadores.

“Acho que o Athletico fez um grande jogo. O time vem em uma evolução a cada rodada, mas infelizmente tivemos uma participação quase que direta do árbitro durante o jogo, que foi conivente com as paradas recorrentes e não deixou a bola rolar. Nós fizemos tudo aquilo que era possível, mas faltou uma definição ou outra e é um processo de melhora que virá com o tempo. Sendo assim, nós merecíamos uma sorte melhor, com todo o respeito ao Colo-Colo”, afirmou Dorival Júnior em entrevista coletiva.

O treinador também minimizou o gol no início da partida, quando perguntado sobre o impacto sobre a equipe athleticana. “Não mudamos nosso comportamento em nenhum momento. Tínhamos consciência do que o adversário iria propor. Eles construíram um belo gol e temos que reconhecer isso. Mas não fomos uma equipe que abriu mão de atacar em momento algum”, disse à imprensa.

Jajá, jovem atacante do time de aspirantes do Athletico, e que estreou na equipe principal do Furacão nesta quarta-feira, foi muito elogiado por Dorival Júnior.

“Nós trocamos diariamente informações com o Guanaes e com o Eduardo Barros, então sabíamos do seu potencial. Jajá tem se mostrado com uma possibilidade de crescimento rápido e queremos utilizá-lo, mas temos de ter cuidado com essa transição. Mas ele é um jogador que tem se destacado muito”, completou o treinador.