Athletico terá dois jogos seguidos na Arena para buscar recuperação na Série A. Foto Geraldo Bubniak/AGB

Do título estadual conquistado diante do maior rival, com direito a duas vitórias com gols nos acréscimos. No embalo da conquista, duas vitórias e a liderança no campeonato brasileiro. Um roteiro ideal para uma temporada atípica por conta da pandemia do novo coronavírus. A derrota para o Santos, abriu uma sequência de seis jogos sem vencer. Aliado a isso, troca de técnico, lesões, suspensões e jogadores contaminados pela Covid 19. Eduardo Barros, técnico interino da equipe, avalia o momento atual da equipe.

“A equipe está num momento de reconstrução, uma nova composição de time e de grupo de jogadores. O Athletico, vencedor da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil de 2018 e 2019 não está mais aqui, agora é momento de reconstrução. Chegaram novos jogadores e existe um tempo de adaptação para eles e infelizmente esse ano, tivemos um elemento que nós não controlamos. Tivemos uma parada muito significativa no futebol, após a pausa estamos com dificuldades de reencontrar bons resultados”, pontuou Eduardo Barros

Já são seis partidas sem vencer. Dos últimos 18 pontos disputados, o Furacão somou apenas um. Na 2ª rodada, o Furacão era o líder, porém ao fim da 8ª rodada, o rubro-negro já briga contra a zona de rebaixamento. A derrota para o Vasco, de alguma maneira, trouxe um alento ao comandante da equipe. “Trabalho não está faltando, todos estão tentando buscar as soluções e a performance da equipe diante do Vasco, deixou muito claro que nós estamos nos aproximando da vitória. A mensagem é essa, se a equipe repetir sistematicamente a atuação, a chance dos resultados dos resultados positivos aumentam muito.”, disse confiante Barros.

Com duas partidas seguidas em casa, o Athletico tem a chance de recuperação no campeonato. Nesta quarta-feira (09), às 17h30, a equipe recebe o Botafogo e no próximo sábado (12), 16h30 enfrenta o Coritiba, ambos na Arena da Baixada.