Por Pedro Melo

Enderson Moreira tem a missão de tirar o Atlético do 'grupo da morte'. (Divulgação/Santos)Enderson Moreira tem a missão de tirar o Atlético do ‘grupo da morte’. (Divulgação/Santos)

Pouco tempo depois de demitir Claudinei Oliveira, o Atlético já acertou com um novo técnico. Trata-se de Enderson Moreira, de 43 anos, que há dez dias foi demitido no Santos mesmo invicto no Campeonato Paulista após desavenças com vários jogadores, e deve receber cerca de R$ 150 mil para comandar o time atleticano, além de trazer o auxiliar Luiz Fernando Rosa Flores.

Não é a primeira vez que Enderson passará pelo Rubro-Negro. Em 2009, ele foi técnico da equipe sub-20 e comemorou o fato de retornar. “Estou encarando essa oportunidade com muita motivação, para que as coisas aconteçam de maneira positiva no Atlético. Me sinto honrado de assumir a equipe profissional, principalmente pela minha passagem nas Categorias de Formação. Poderei realizar esse sonho de retornar ao clube”, afirmou.

Pelo fato de já ter trabalhado no Furacão, o técnico acredita que seu trabalho pode ser mais tranquilo. “Já entendo como o clube funciona. A estrutura cresceu em alguns aspectos, mas sei o que o torcedor espera desse time. Além disso, conheço alguns atletas e membros da comissão técnica. Isso pode encurtar um pouco o caminho a ser percorrido”, explicou.

O primeiro desafio do novo técnico será a partida decisiva contra o Nacional e ele sabe da importância de vencer por conta da campanha ruim no estadual. “O dia a dia de trabalho que fará com que as coisas possam tomar o caminho mais correto e o Atlético volte a vencer”, comentou.