Supercopa do Brasil retorna após 19 anos. (Monique Vilela/Banda B)

A Supercopa do Brasil acontece neste domingo (16), às 11h, entre Athletico e Flamengo. O que pouca gente sabe é que o evento entre o campeão do Campeonato Brasileiro e o vencedor da Copa do Brasil já foi disputado em outras duas oportunidades.

A primeira edição da Supercopa do Brasil aconteceu em 1990 entre Vasco, campeão brasileiro, e Grêmio, campeão da Copa do Brasil. Assim como hoje em dia, o calendário do futebol brasileiro não tinha data para um novo evento e os dois jogos da fase de grupos da Libertadores também valeram o título.

O Grêmio conquistou o torneio com vitória por 2 a 0 no Olímpico e empate sem gols em São Januário. Porém, o time gaúcho reclama até hoje que não recebeu o troféu. “Por falta de datas, decidiu-se em comum acordo entre os clubes e CBF que os jogos de ambos pela 1º fase da Libertadores 1990 valeria pela disputa do título do Supercampeonato do Brasil. (…) Todavia, o troféu do título até hoje não foi entregue pela CBF ao Grêmio.”

Já a segunda edição da Supercopa em 1991 reuniu Corinthians e Flamengo, donos das maiores torcidas do futebol brasileiro. O meia Neto marcou o gol do título corintiano na vitória por 1 a 0. Só que o torneio não tinha nenhuma relevância e apenas 2.706 torcedores pagaram ingresso para assistir ao jogo no Morumbi.

Depois de quase três décadas, a Supercopa retorna ao calendário com a expectativa de se tornar um dos grandes momentos do ano no futebol brasileiro. A empolgação é tanta que o CEO da gestão privada do estádio Mané Garrincha, Richard Dubois, comparou o evento com o Super Bowl, o jogo final da NFL.

“Já começamos com um evento de grandes dimensões. Provavelmente o jogo mais relevante do início do ano, porque é o campeão do Brasileirão contra o da Copa do Brasil. Será o “Super Bowl brasileiro”, o jogo que une os dois campeões, e vamos ver quem é o grande time de 2020”, declarou Dubois, em entrevista ao Correio Braziliense.

Athletico e Flamengo disputam o título da Supercopa do Brasil neste domingo (16), às 11h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A competição é muito importante financeiramente para os clubes. O campeão leva R$ 5 milhões, enquanto o vice recebe R$ 2 milhões.