Após quatro dias de folga, o elenco do Athletico se apresenta nesta segunda-feira (20) para retomar os treinamentos no CT do Caju. Será a primeira vez, em quase dois meses, que o Furacão não jogará duas vezes por semana em 2024.

Aliás, ao longo da temporada, desde o primeiro jogo, no dia 17 de janeiro, o Rubro-Negro só teve quatro semanas cheias. As duas primeiras entre os dias 18 e 25 de fevereiro e depois entre 25 de fevereiro e 2 de março. E nas duas ocasiões a equipe ainda era comandada por Juan Carlos Osorio.

Depois, entre os dias 10 e 16 de março e entre 16 e 27 de março, mais duas semanas e meia. Aí já com Cuca no comando, entre seus dois primeiros jogos no Athletico. Do dia 27 para cá, foram sete semanas seguidas com, no máximo, quatro dias de intervalo entre uma partida e outra.

Athletico ganha folga em meio a maratona

Neste período, foram 15 confrontos, justamente no momento em que o calendário ficou mais disputado, já nas semifinais e finais do Paranaense e estreias na Copa Sul-Americana, Brasileirão e Copa do Brasil. E em várias coletivas o treinador reclamou que não conseguia trabalhar com o grupo, devido à sequência de duelos e também de viagens.

Agora, serão dez dias de treinos até a volta aos gramados, que acontece no dia 30 de maio, contra o Sportivo Ameliano, às 19h, na Ligga Arena, pela última rodada da fase de grupos da Sul-Americana. Três dias depois, no domingo (2), pega o Flamengo, mais uma ves na Ligga Arena, às 16h, pelo Brasileirão.

Com isso, serão dois jogos seguidos sem precisar viajar. Além disso, depois serão mais dez dias seguidos de treinamentos até a próxima partida, contra o Botafogo, no Nilton Santos, entre os dias 12 e 13 de junho.

Cuca precisa fazer Furacão jogar mais

Ou seja, nos próximos 23 dias serão apenas três jogos, sendo dois em casa e um fora, com dois intervalos de dez dias para atividades no CT do caju. Depois, volta a rotina de dois jogos por semana, pelo menos até o final de agosto, caso elimine o Ypiranga-RS na Copa do Brasil.

Se até aqui o tempo livre foi apenas no começo do trabalho, quando ainda estava conhecendo o grupo, 50 dias depois Cuca já tem noção das peças que tem em mãos e precisa fazer o time render mais. Até aqui, os resultados são positivos. Em 17 jogos, são 13 vitórias, um empate e três derrotas, 78,4% de aproveitamento, mas as atuações, em muitos casos deixaram a desejar.

Cuca no comando do Athletico
Cuca já reclamou vária vezes da falta de tempo para treinar. Foto: José Tramontin/Athletico

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Cuca começa o tão esperado tempo para treinar no Athletico

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.