Após a derrota por 1×0 para o Fortaleza, no último domingo (2), no Presidente Vargas, pela sétima rodada do Brasileirão, o técnico Cuca não encontrou palavras para explicar o terceiro tropeço consecutivo do Athletico na temporada. O resultado derrubou o Furacão para o quinto lugar na tabela.

Segundo o treinador, o Rubro-Negro não teve uma atuação tão ruim, podendo sair de campo com um resultado melhor, mas acabou não conseguindo refletir o domínio da etapa final em oportunidades de gols.

“Nosso primeiro tempo não foi bom, a única oportunidade foi em escanteio e o gol do Fortaleza de cabeça. Já o segundo tempo foi nosso, criamos as oportunidades, no finalzinho eles tiveram chances já no nosso tudo ou nada. Mas o nosso pessoal entrou bem, o Di Yorio, o Julimar, dando uma energia nova… mas mais uma vez acabamos perdendo”, disse ele, em entrevista coletiva.

Athletico não aproveita chances

Mais do que a derrota para o Leão, o Athletico vive um momento de instabilidade e pressão, por anter ter perdido para Danubio e Sportivo Ameliano, pela Copa Sul-Americana. Resultados que viraram a fase do time e que Cuca acredita que, neste domingo, a equipe foi mais ativa.

“É difícil explicar duas derrotas como tivemos para Danubio e Ameliano. Normalmente você faz pelo menos 10% das chances criadas, e nós fizemos só um em 45 oportunidades criadas. Por mais que a equipe tenha jogado bem, o resultado fala por si e perdemos dois jogos inaceitáveis. Desta vez foi um jogo igual e qualquer resultado poderia acontecer”, destacou o treinador.

Peso da derrota

Por fim, o técnico do Furacão, ao ser questionado sobre se precisa cobrar mais os jogadores, destacou que ele mesmo se cobra o suficiente. Atleticano declarado, Cuca ressaltou, inclusive, que ele é quem mais sofre a cada derrota do time, que não vence há três semanas.

“Não tem que questionar nada. Quando se ganha é pura alegria, e quando se perde é pura tristeza. Pode ter certeza que em um derrota ninguém sofre mais do que eu. Temos que estancar isso, parar de perder e buscar os três pontos no próximo jogo em casa“, completou.

Agora, o Furacão terá dez dias sem entrar em campo por conta da Data Fifa. A próxima partida será no dia 13 de junho, quando recebe o Criciúma, ás 20h, na Ligga Arena, pela oitava rodada do Brasileirão.

Cuca, técnico do Athletico
Cuca lamentou nova derrota, mas ressaltou que time não foi inferior ao Fortaleza. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

“Ninguém sofre mais que eu”, afirma Cuca após derrota do Athletico para o Fortaleza

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.