Por Pedro Melo com informações de Felipe Dutra

Cristóvão Borges criticou o excesso de cruzamentos na área. (Pedro Melo/Banda B)Cristóvão Borges criticou o excesso de cruzamentos na área. (Pedro Melo/Banda B)

O Atlético não conseguiu sair do zero com o JMalucelli e perdeu o 100% de aproveitamento na temporada depois de quatro vitórias consecutivas. Para o técnico Cristóvão Borges, o grande vilão do tropeço foi o cansaço que os jogadores tiveram depois da sequência de jogos nos últimos dias.

Cristóvão Borges analisou a partida e lamentou o fato da equipe não ter muito tempo de recuperação entre uma partida e outra. “Houve um domínio alternado. Foi nítido que o desgaste da última partida influenciou e as duas equipes podem jogar mais do que isso. O pouco tempo de recuperação teve influência na atuação das duas equipes”, disse.

Como a reforma da grama sintética não vai ficar pronta a tempo, o Rubro-Negro conseguiu adiar a partida contra o Criciúma pela Primeira Liga e agora terá uma semana de descanso até a próxima rodada do estadual. Segundo o técnico, o fato de não jogar na quarta-feira ajuda na recuperação dos atletas. “É bastante importante porque tivemos dois jogos desgastantes e essa semana serve para recuperar os jogadores”, ressaltou.

Durante a partida, a equipe cruzou muitas bolas na área e não conseguiu passar pelo adversário em nenhum momento. O treinador criticou o fato de cruzar muito durante os 90 minutos e afirmou que os jogadores precisavam tocar mais a bola. “Exageramos um pouco em ficar só jogando a bola no alto, porque sabíamos que tínhamos um jogador de área, mas não precisava tanto”, comentou.

O Furacão volta a campo somente no próximo domingo (21) para encarar o FC Cascavel no estádio 14 de dezembro, em Toledo.