Athletico quer o segundo título internacional em menos de seis meses. (Geraldo Bubniak /AGB)

O Athletico começa a disputa pelo título inédito da Recopa contra o River Plate, nesta quarta-feira (22), às 21h30, na Arena da Baixada. A conquista do segundo troféu internacional em menos de seis meses é uma das principais metas do Furacão na temporada, ainda mais diante de um dos times mais tradicionais da América do Sul.

Como funciona a Recopa?

A Recopa coloca frente a frente os atuais campeões da Libertadores (River Plate) e Sul-Americana (Athletico). Os dois times vão se enfrentar duas vezes e não existe o critério do gol fora de casa. Em caso de igualdade na pontuação e no saldo, a decisão vai para a prorrogação.

Desde 2003, quando os participantes da Recopa são os campeões da Libertadores e Sul-Americana, apenas cinco edições foram conquistadas pelo vencedor da Sul-Americana. A última vez foi, curiosamente, o River Plate, que, em 2015, venceu o San Lorenzo.

A importância dos jogos em casa

Além da posse de bola, Athletico e River Plate têm outra característica em comum: o melhor desempenho em casa do que fora. Para o volante Lucho González, o Furacão não tem vantagem por jogar primeiro diante da torcida. “Não acho que tenha influência ou mude muito. Nós sabemos que somos fortes em casa, assim como temos feito jogos bons fora. O River também tem sofrido muitas vezes fora e jogado bem em casa. Por ser uma final, não tem uma vantagem o primeiro jogo ser em casa”, comentou.

Em contrapartida, o volante Palacios admitiu que é melhor decidir o confronto com o apoio dos torcedores. “É uma final, a equipe está acostumada e preparada para este tipo de partida. Sabemos que são 180 minutos em que temos que estar cientes do que precisamos fazer. Decidir em casa é uma vantagem muito boa. Outro dia nos apoiaram quando precisamos, e isso nos torna mais fortes”, comentou.

As escalações

O Athletico não contará com o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho, afastados por doping, enquanto o meia Tomás Andrade não for inscrito por pertencer ao River Plate. Por outro lado, a principal novidade é a possível volta do lateral-direito Jonathan, que tinha uma lesão na panturrilha. As outras opções para a posição são Madson, que ainda não está 100%, e o volante Erick, titular improvisado nas últimas partidas.

A provável escalação do Athletico tem Santos; Jonathan (Erick), Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington; Nikão, Bruno Guimarães, Lucho González e Rony e Marco Ruben.

Já o River Plate não terá o meia colombiano Juan Quintero, que sofreu uma grave lesão no joelho e só volta no segundo semestre. O técnico Marcelo Gallardo deve escalar a equipe com Armani; Mayada, Martínez Quarta, Pinola e Casco; Nacho Fernández, Pérez, Palacios e De la Cruz; Matias Suárez e Lucas Pratto.

Confira outras notícias sobre o confronto

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO X RIVER PLATE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Quarta-feira, 22 de maio de 2019.
Horário: 21h30.
Árbitro: Wilmar Roldan (COL).
Assistentes: Alexander Guzman (COL) e John Alexander Leon (COL).
Árbitro de vídeo: Daniel Fedorczuk (URU).
Assistentes de vídeo:
Nicolas Gallo (COL) e Nicolas Taran (URU).