Raphael Veiga marcou o gol da vitória palmeirense (JALES VALQUER/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)

O Athletico fez um bom jogo, mas viu a ‘lei do ex’ prevalecer com o gol de Raphael Veiga e a sina como visitante ser mantida, ao ser derrotado pelo líder Palmeiras, por 1 a 0, na tarde deste sábado (08), no Allianz Parque, em São Paulo. Com o resultado, o time do técnico Tiago Nunes estacionou nos dez pontos no Campeonato Brasileiro.

Invicto há 31 jogos no Brasileirão com o triunfo de hoje, o time da casa foi dominante, diante de um Furacão modificado. Depois de uma pressão inicial, a equipe paranaense equilibrou o jogo e teve boas chances para abrir o placar na etapa inicial. Mas, no segundo tempo, o ex-athleticano Raphael Veiga foi decisivo e, em pênalti cometido por Márcio Azevedo em Dudu, fez o gol da vitória dos paulistas.

O Rubro-Negro volta a campo na próxima quinta-feira (13), às 20h, diante do Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia-GO, pelo último compromisso do Brasileirão antes parada para a Copa América.

O jogo

Com mudanças, o Athletico encontrou um Palmeiras que apostou na marcação alta e tentando inibir o toque de bola nos minutos iniciais. A pressão sobre a defesa, por pouco, não surtiu efeito aos cinco minutos, quando Dudu teve chance e bateu cruzado, assustando o goleiro Santos.

Muito pela queda de intensidade do time da casa e pelo crescimento, o Furacão conseguiu se soltar e passou a obrigar uma atenção maior do adversário. Aos 12 minutos, Nikão teve boa chance na bola parada e forçou Weverton a trabalhar, espalmando a cobrança de falta. Foi o camisa 11, inclusive, o protagonista rubro-negro no primeiro tempo. Aos 32, ele voltou a levar perigo em finalização, parando no arqueiro. Aos 37, em dividida com o goleiro palmeirense, o jogador foi expulso. Mas o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira, após consultar o VAR, retirou o cartão vermelho e aplicou somente o amarelo.

O Palmeiras voltou do intervalo tentando ser mais agudo e criando mais situações de gol. Mas a pontaria foi o fator primordial para que o Rubro-Negro se livrasse da pressão adversária. Aos oito minutos, Zé Rafael teve a bola do jogo, na pequena área, mas desviou mal o cruzamento de Dudu e perdeu um gol inacreditável. Santos também teve papel importante, aos 14, em chute de Deyverson do lado direito.

Se defendendo, o Athletico foi se retraindo e confortando com o empate. Mas, aos 33 minutos, o Alviverde conseguiu a chance na bola parada após pênalti cometido por Márcio Azevedo em Dudu. Ex-athleticano, Raphael Veiga cobrou bem e converteu, marcando o gol da vitória do líder do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1X0 ATHLETICO

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP).
Data: Sábado, 07 de junho de 2019.
Horário: 16h30.
Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC).
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC).
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).
Assistentes de vídeo: Christiano Gayo Nascimento (DF) e Carlos Berkenbrock (SC).
Público e renda: 37.086 total | R$ 2.489.587,80.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima (Raphael Veiga); Dudu, Zé Rafael e Deyverson.
Técnico: Felipão.

Athletico: Santos; Madson, Léo Pereira (Lucas Halter), Paulo André (Bruno Nazário) e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Thonny Anderson (Marcelo Cirino).
Técnico: Tiago Nunes.

Gol: Raphael Veiga [de pênalti] (PAL) aos 34′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Felipe Melo e Zé Rafael (PAL); Léo Pereira, Wellington, Márcio Azevedo e Nikão (CAP).