Furacão bateu o Bahia por 2 a 1 em Salvador (Divulgação/Athletico)

O Athletico conquistou mais uma vitória importante no Brasileirão, ao bater o Bahia por 2 a 1, na noite deste sábado (05), na Arena Fonte Nova, em Salvador, em jogo válido pela 23ª rodada da competição. Os gols da vitória rubro-negra foram marcados pelo atacante Marcelo Cirino e pelo meia Léo Cittadini — Fernandão descontou para os mandantes.

O destaque foi o retorno do zagueiro Thiago Heleno após seis meses afastado por doping. O ‘general’ voltou ao time como titular e atuou por 69 minutos ao lado de Léo Pereira.

O Furacão volta a campo na próxima quinta-feira (10), às 19h15, diante do Corinthians, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

A partida começou pegada na Fonte Nova, com os dois times abertos e com propostas bem definidas de buscar o gol. O Athletico encontrou dificuldades na criação e ameaçou apenas duas vezes. Primeiro, aos 11 minutos, Lucho González arriscou de fora da área e a bola passou perto da trave de Douglas. Mais tarde, aos 28, Thonny Anderson também teve chance pelo alto e esbarrou em defesa segura do goleiro.

As melhores oportunidades foram do Bahia, todas com o atacante Gilberto. Aos 24, ele recebeu cruzamento na área e cabeceou fraco, nas mãos de Santos. Mais tarde, aos 34, a melhor chance, novamente pelo alto, explodiu na trave. No lance seguinte, o camisa 9 recebeu de Elber e bateu por cima do gol.

O Tricolor de Aço manteve a intensidade na volta do intervalo e carimbou a trave athleticana mais uma vez, aos 10 minutos, em chute de Gilberto. Mas o velho ditado do futebol entrou em cena logo em seguida. Quem não faz, toma. E o Athletico fez, aos 11, com Marcelo Cirino desviando de cabeça após cobrança de escanteio para abrir o placar.

O empate por pouco não saiu poucos minutos depois. Aos 16, Santos espalmou uma cobrança de falta e, no rebote, Nino Paraíba acertou a trave pela terceira vez. Melhor para o Furacão, que ampliou na sequência, aos 18, com Léo Cittadini aproveitando contra-ataque puxado por Thonny Anderson.

O Bahia descontou o placar aos 31 minutos, com o atacante Fernandão acertando um belo cabeceio após cruzamento de Nino Paraíba. O gol do time baiano deixou o jogo ainda mais quente, mas o Athletico foi quem ficou mais próximo de marcar o terceiro. Léo Cittadini e Rony tiveram boas chances, mas o goleiro Douglas defendeu e evitou uma derrota ainda maior.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1X2 ATHLETICO

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA).
Data: Sábado, 05 de outubro de 2019.
Horário: 19h.
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP).
Assistentes: Neuza Inês Back (Fifa-SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP).
Árbitro de vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP).
Assistentes do VAR: Adriano de Assis Miranda (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP).
Público e renda: 38.096 pagantes | 38.751 total | R$ 739.395,00.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio (Fernandão) e Guerra (Lucca); Elber, Artur (Arthur Caíke) e Gilberto.
Técnico: Roger Machado.

Athletico: Santos; Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno (Adriano) e Márcio Azevedo; Lucho González, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Rony, Nikão (Thonny Anderson) e Marcelo Cirino.
Técnico: Tiago Nunes.

Gol: Marcelo Cirino (CAP) aos 11′, Léo Cittadini (CAP) aos 19′ e Fernandão (BAH) aos 31′ do segundo tempo.
Cartões amarelos: Guerra e Fernandão (BAH); Madson, Adriano e Bruno Guimarães (CAP).