Paulo Autuori vê igualdade entre Athletico e Coritiba antes do clássico. (Fábio Wosniak/Athletico)

O Athletico chega ao clássico contra o Coritiba em um momento muito mais favorável. Com três vitórias seguidas, o Rubro-Negro se afastou da zona de rebaixamento e voltou a sonhar com a Libertadores. Já o Coxa não vence há nove rodadas é o lanterna do Brasileirão.

Mesmo com a diferença de momento entre os rivais, o técnico Paulo Autuori vê igualdade por se tratar de um clássico. “Clássico não tem momento bom de um e mau de outro. Clássico tudo se iguala e isso é muito claro. Não vou deixar que a gente perca isso de vista e entre em campo respeitando o adversário. A melhor maneira de respeitar o adversário é jogar tudo que pode no seu limite físico, técnico, tático e mental. Essa é a nossa exigência”, disse.

Para o clássico, os atacantes Nikão e Renato Kayzer são desfalques após receberem o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Botafogo. Em contrapartida, o zagueiro Zé Ivaldo e o atacante Walter ficarão novamente à disposição. De acordo com Autuori, os dois jogadores não foram relacionados na última partida pela necessidade de treinos específicos.

“O Walter e o Zé Ivaldo precisavam de treinos específicos. Quando se faz esse treino, não tem como jogar. Eles vão entrar pronto para o jogo contra o Coritiba e voltam normalmente a lista. Temos uma programação e algo projetado e bem estruturado”, explicou o treinador.

Athletico e Coritiba se enfrentam pela última vez na temporada no próximo sábado (09), às 19h, no estádio Couto Pereira.