Bruno Guimarães. (Lucas Figueiredo/CBF)

O volante Bruno Guimarães, que jogou no Athletico e está no Lyon, da França, aprovou o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021. A decisão foi tomada na terça-feira (24) após uma conversa entre o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

“Queria deixar os meus parabéns ao Comitê Olímpico pela sábia decisão nesse momento complicado que o mundo está passando. Sem dúvida, a principal preocupação agora deve ser cuidar da saúde de todos. Devo parabenizar também todos os profissionais da área médica que estão se arriscando para que todo esse problema seja resolvido o mais rápido possível”, declarou Bruno Guimarães.

Porém, o ex-volante do Athletico demonstrou preocupação com a regra de idade que limita a participação de jogadores na Olimpíada. O COI permite que apenas atletas que completam 23 anos no ano olímpico, com exceção de três nomes, participem da competição do futebol masculino.

Se a regra não for alterada, Bruno Guimarães, que completa 23 anos no dia 16 de novembro, só poderia disputar a Olimpíada se fosse convocado como um dos três jogadores sem limite de idade. Por isso, Bruno Guimarães pede o “bom senso” para que o torneio seja sub-24.

“Peço aos dirigentes que eles mudem a idade olímpica. Nenhum jogador deve ser prejudicado por problemas extracampo. Fazer um torneio ‘sub-24’ é a melhor saída. Apelo para o bom senso de todos”, disse o volante.