Titular no primeiro treino coletivo da seleção brasileira sob o comando do técnico Dorival Júnior, o goleiro Bento, do Athletico, deve estrear com a amarelinha no amistoso do Brasil contra a Inglaterra, neste sábado (23), às 16h, em Wembley. Caso isso se confirme, o arqueiro acabará com um jejum de 82 anos do Furacão.

A última vez que um goleiro do Rubro-Negro foi titular da seleção foi Alfredo Gottardi, o Caju. Um dos maiores ídolos da história centenária do clube, inclusive dando o seu nome ao Centro de Treinamento, foi o camisa 1 do Brasil no Sul-Americano de 1942. Desde então, outros atleticanos foram convocados, mas nunca foram titulares da equipe principal.

Nos últimos anos, o Athletico vem se tornando uma referência de goleiros no futebol brasileiro. As duas medalhes de ouro conquistadas pelo país nas Olímpiadas, no Rio de Janeiro, em 2016, e em Tokyo, em 2021, foram com nomes do Furacão no gol: Weverton e Santos, respectivamente.

Os dois chegaram a ser convocados por Tite para a seleção. Aqui, abre-se uma exceção. Em janeiro de 2017, Weverton estreou como titular do time de cima, em um amistoso com a Colômbia, no estádio Nilton Santos. Porém, o “Jogo da Amizade”, entre Brasil e Colômbia não foi considerado oficial. O duelo foi uma homenagem às vítimas da Chapecoense, que faleceram em novembro de 2016 em solo colombiano. Na ocasião, apenas atletas que atuavam no futebol brasileiro foram convocados.

Histórico de goleiros do Athletico na seleção

Weverton, desde 2018 no Palmeiras, seguiu como um nome de confiança de Tite, sendo o terceiro goleiro, atrás de Alisson, do Liverpool, e Ederson, do Manchester City. Chegou a atuar contra Camarões, na Copa do Mundo de 2022.

No último ciclo, Santos chegou a ser convocado pelo treinador, mas não entrou em campo. Ao contrário de outra cria do Athletico, Neto. Revelado pelo Furacão, em 2010, foi chamado por Mano Menezes, que o levou para as Olímpíadas de Londres, em 2012, Dunga, sendo reserva na Copa América de 2015, e o próprio Tite, com quem chegou a jogar, em 2018, já atuando na Europa.

Por fim, o último convocado foi Bento. Ainda em 2023, sob o comando de Fernando Diniz, ele havia sido chamado para os duelos com Bolívia e Peru. Mas uma lesão o fez ser cortado e depois só foi chamado novamente em novembro, sem ser acionado em nenhuma das vezes. Agora, aos 24 anos, pode fazer sua estreia pela seleção.

Bento, goleiro do Athletico, em treino da seleção brasileira
Bento começou como titular primeiro coletivo da ‘era’ Dorival Júnior. Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Bento treina como titular da seleção e pode quebrar jejum de 82 anos do Athletico

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.