Auxiliar técnico, Bernardo Franco, diz que é preciso trabalhar no equilíbrio das habilidades no Athletico. (Divulgação/Athletico)

Com jejum de vitórias e uma atuação sem gols na última partida do primeiro turno, quando perdeu para o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro, no domingo (1), o Athletico sofre pela falta de gols. Em entrevista coletiva, após a partida, auxiliar técnico, Bernardo Franco, falou sobre o problema ofensivo do Furacão.

“Nós queremos ter o controle do jogo, a partir do momento que a gente tem o placar a nosso favor. Queremos traduzir esse controle em finalização, em chances reais, em gol. A gente tem oscilado bastante nos jogos, com momentos bons e momentos não tão bons, mas a gente precisa ter o controle, para traduzir as chances”, falou o treinador.

Na análise, o auxiliar técnico destacou que a falta de lances de um contra um e habilidade individual fizeram falta e poderiam ter mudado o resultado do jogo. “Inclusive o lance de mais perigo foi o de um contra um do Reinaldo, que teve o gol anulado. A gente sabia que a equipe do Sport ia estar se defendendo e a gente precisava dessa situação, com duelos ofensivos. E não só os ofensivos, mas também os defensivos. Acabamos perdendo alguns duelos, mas vamos trabalhar muito para reverter esta situação”, explicou.

Sobre os desafios da próxima semana, o primeiro contra o Flamengo pela Copa do Brasil, na quarta-feira (4), às 21h30, na Arena da Baixada, Bernando Franco disse que o torcedor vai poder esperar um time com mais raça e vontade de vencer. “Não temos tempo para treinar, mas vamos fazer ajustes e conversas. Podem esperar um time agressivo, que vai tentar competir no jogo todo, focado em tentar reverter esse resultado [de 1 a 0 para o Flamengo no jogo de ida da Copa do Brasil], estamos todos confiantes porque o jogo ainda está em aberto”, garantiu.

A próxima partida válida pelo Brasileirão será no sábado (7), quando o Athletico recebe o Fortaleza, na Arena da Baixada, às 18h. Este será o último jogo sem o comando de Paulo Autuori, que cumpre suspensão após ter sido penalizado por declarações dadas enquanto comandava o Botafogo, Bernardo Franco, mais uma vez assume o comando na beira do gramado.