O Atlético tem no jogo contra o Operário, domingo (28), o compromisso mais importante do Paranaense por valer o título do segundo turno e uma vaga na decisão do estadual. Para que o Furacão possa alcançar o objetivo e, ainda por cima, manter a invencibilidade no returno, o zagueiro Rafael Zuchi aponta o “caminho das pedras”: precisam atuar como no clássico Atletiba da última rodada.

A vitória por 3 a 1 sobre o maior rival é colocada como exemplo a ser seguido pelo defensor pela dificuldade que prevê da partida em Ponta Grossa, assim como foi no clássico. “Temos que jogar da mesma forma, pois será um jogo difícil. Além da nossa meta, o Operário joga para conseguir uma vaga na Série D do Brasileiro, então estamos trabalhando forte para a partida”, disse.

Zuchi ainda ressalta um desejo de todo o grupo como um fator motivacional que pode pesar e fazer a diferença diante do Fantasma. “Queremos ser campeões do segundo turno de maneira invicta para chegar com ainda mais moral na final”, afirmou o zagueiro de 18 anos, que conquistou a titularidade da equipe durante o estadual.

A partida decisiva no estádio Germano Krüger, assim como todas as outras da última rodada, está marcada para as 15h50 de domingo. Em caso de vitória, o Atlético garante o título do returno sem depender do resultado do Londrina. No primeiro turno, o Furacão bateu o Fantasma por 3 a 0 no Ecoestádio Janguito Maucelli, em Curitiba.