Furacão superou susto da primeira etapa, manteve superioridade durante toda a partida e conseguiu triunfo (Geraldo Bubniak /AGB)

De olho na vaga para a Libertadores do próximo ano, o Atlético deu mais um passo importante, neste domingo (17), na caçada aos primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Depois de sair atrás no placar, o Furacão venceu o confronto direto contra o Fluminense, de virada, por 3 a 1, e se aproximou do G6 da competição. Com o resultado, a equipe foi aos 34 pontos e assumiu a oitava colocação.

Em um primeiro tempo de superioridade, o Rubro-Negro não conseguiu converter as oportunidades em bola na rede e foi castigado nos minutos finais. Depois de ter pressionado e até carimbado a trave do goleiro Júlio César, o Atlético foi para o intervalo atrás no marcador, após Henrique Dourado aparecer na segunda trave para cabecear o cruzamento de Gustavo Scarpa, aos 46 minutos, inaugurando o placar na Arena da Baixada.

Se faltou efetividade no primeiro tempo, na etapa final ela foi a grande aliada do Furacão para buscar a virada. Aos 11 minutos, Felipe Gedoz cobrou falta direto para as redes e igualou o duelo. O vira-vira demorou, mas não falhou. Aos 34, Ribamar recebeu lançamento de Sidcley e tocou na saída de Júlio César para colocar os mandantes na frente. A última pá de cal foi jogada por Jonathan, aos 45, aproveitando sobra na área para mandar colocada, sem chances para o goleiro do Fluminense, fechando o placar.

O Atlético volta a campo no próximo sábado (23), contra o Santos, às 21h, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Atlético domina, não marca e é castigado no fim 

O primeiro tempo foi com ampla superioridade rubro-negra na Arena da Baixada. Sem sofrer sustos durante quase toda a etapa inicial, o Furacão criou oportunidades para tirar o zero do placar.

Na primeira chance, aos 16 minutos, o camisa 11 tentou de perna esquerda e assustou a meta defendida por Júlio César. Pouco depois, aos 21, foi a vez de Ribamar tentar pela direita. A bola desviou em Marlon e carimbou o travessão. Em cruzamento de Nikão, aos 42, Felipe Gedoz chegou a balançar as redes, mas pelo lado de fora.

Mas o que resumiu a etapa inicial do Fluminense foi a efetividade. Na única chegada da equipe carioca na primeira parte do jogo, aos 46 minutos, Gustavo Scarpa cobrou escanteio fechado e Henrique Dourado cabeceou para abrir o placar na Baixada.

Furacão vira e encosta no G6 do Brasileirão

Se o que faltou na etapa inicial foi concluir em gol a superioridade com a bola nos pés, o Atlético soube fazer diferente no segundo tempo para construir o resultado positivo.

No primeiro lance de perigo da equipe, o Rubro-Negro já chegou ao empate. Aos 11 minutos, Felipe Gedoz cobrou falta próxima da meia-lua da grande área e mandou direto no fundo das redes, igualando o marcador.

Logo em seguida do empate, o Fluminense por pouco não jogou um balde d’água fria no Furacão. O meia Gustavo Scarpa recebeu e arriscou de fora da área, parando em ótima defesa do goleiro Weverton.

Mas o resultado fez valer quem foi melhor durante os 90 minutos. Bastou pouco tempo de Sidcley em campo para ser decisivo. Aos 34, o camisa 8 deu um belo passe para Ribamar, que escorregou, mas conseguiu finalizar na saída de Júlio César para virar a partida.

E coube espaço para o Rubro-Negro fazer mais um e liquidar a fatura. Aos 45 minutos, cruzamento da direita na área, a bola espirrou e sobrou para Jonathan, que bateu colocado e marcou o terceiro, garantindo a vitória rubro-negra no confronto direto na briga pela aproximação do G6.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 3X1 FLUMINENSE

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR).
Data: Domingo, 17 de setembro de 2017.
Horário: 16h.
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Camargo (SP).
Público e renda:

Atlético: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Fabrício; Esteban Pavez, Lucho González (Matheus Rossetto) e Felipe Gedoz (Sidcley); Nikão, Pablo (Matheus Anjos) e Ribamar.
Técnico: Fabiano Soares.

Fluminense: Júlio César; Mateus Norton, Nogueira, Frazan e Marlon; Marlon Freitas, Richard (Renato) e Wendel; Gustavo Scarpa e Wellington Silva (Peu); Henrique Dourado (Marcos Júnior).
Técnico: Abel Braga.

Gols: Henrique Dourado (FLU) aos 46′ do primeiro tempo; Felipe Gedoz aos 11′, Ribamar aos 34′ e Jonathan (CAP) aos 45′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Thiago Heleno, Fabrício e Lucho González (CAP); Frazan, Marlon e Wendel (FLU).