Carlos Eduardo fez um passe açucarado para Renato Kayzer marcar para o Furacão, goleador agradeceu na comemoração; (Divulgação/Athletico)

Athletico venceu o Goiás na Serrinha neste sábado (14), pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A pelo placar de 1 a 0. A equipe rubro negra começou a buscar o resultado quando Carlos Eduardo e Renato Kayzer fizeram a jogada que abriu o placar. Com este resultado, o Furacão chegou aos 22 pontos, subindo para a 16ª colocação da tabela e saiu, mesmo que momentaneamente, da zona de rebaixamento. Já o Goiás se mantém na lanterna com 12 pontos e se afunda mais na ZR.

Próximo desafio do Athletico é contra o Atlético Mineiro, na quarta-feira (18),às 18 horas, no Mineirão, em partida atrasada da Série A, válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado (21), mais um jogo com o Santos, na Arena da Baixada, também as 19 horas, dando continuidade na competição pela 22ª rodada.

O jogo

Na Serrinha, o Furacão tentava buscar os três pontos vencendo o lanterna. A equipe rubro negra fez pressão e já no primeiro minuto conseguiu um escanteio, mas que não foi convertido por Erick, que desta vez assumiu a lateral direita. Aos 7 minutos, na trama pela esquerda Léo Cittadini ficou de frente para a meta esmeraldina, bateu, mas Tadeu fez uma boa defesa e segurou o primeiro contra ataque do Furacão.

Impondo o ritmo de jogo, o Athletico não deixava espaços para o Goiás atacar. A primeira chegada do time da casa foi aos 13 minutos, quando Fernandão bateu cruzado e mandou para a linha de fundo. Foi quando após envolver o time esmeraldino, forçando pelo lado esquerdo, Carlos Eduardo subiu e chamou Pintado para dançar, o lateral caiu e o atacante lançou para Renato Kayzer completar de cabeça e abrir o placar na Serrinha.

Depois do gol a partida esquentou o Furacão fechou as chances do Goiás e pressionou no campo ofensivo. Com Nikão aos 24 a bola passou triscando a trave. Depois foi a vez de Carlos Eduardo, o chute do jogador só parou em boa defesa de Tadeu. No ritmo acelerado, o elenco rubro negro não dava espaços e continuava pressionando e atacando principalmente pelo lado esquerdo.

No segundo tempo, o Furacão não conseguiu manter o ritmo de pressão adotado na primeira etapa e passou a liberar mais espaços para o Goiás se movimentar. A equipe da casa passou a pressionar e aos seis minutos, Fernandão mandou para as redes, mas foi dado o impedimento da jogada.

Com um pouco mais de movimentação e posse de bola o Esmeraldino chegou mais vezes à meta de Santos, mas foi a zaga rubro negra que impediu o seguimento das jogadas. Com um Goiás modificado, o Furacão não conseguiu mais ter facilidade para transitar no campo ofensivo e as jogadas com perigo de gol diminuíram. Na segunda etapa, só deu pressão Esmeraldina, com Rafael Moura e Fernandão. Na frente no placar, o Athletico garantiu a vitória mesmo com a atuação do primeiro tempo e venceu mais uma.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0x1 ATHLETICO

Local: Serrinha, em Goiânia (GO)
Data:
 Sábado, 14 de novembro de 2020
Horário: 17h
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Árbitro de Vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)
Auxiliares do VAR: Tiago Nascimento dos Santos (PE) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)

Goiás: Tadeu; Pintado, David Duarte, Chico (Heron) e Caju; Ariel Cabral (Gustavo Blanco), Keko (Rafael Moura) e Gilberto (Sandro); Douglas Baggio, Fernandão e Vinícius (Shaylon).
Técnico: Enderson Moreira

Furacão: Santos; Erick, Pedro Henrique e Thiago Heleno, Abner; Wellington (Zé Ivaldo), Chrtistian (Richard) e Léo Cittadini (Fernando Canesin); Nikão, Renato Kayzer e Carlos Eduardo (Reinaldo).
Técnico: Paulo Autuori

Gol: Renato Kayzer (CAP)
Cartões amarelos: David Duarte, Chico, Rafael Moura, Pintado e Fernandão (GOI); Nikão (CAP)