Nikão comemora o segundo gol da vitória do Athletico sobre o Atlético-MG. (Maurício Mano/Athletico)

O Athletico derrotou o líder Atlético-MG por 2 a 0, em pleno estádio Mineirão, em Belo Horizonte, e se afastou da zona de rebaixamento. Em jogo atrasado da sexta rodada, Christian e Nikão marcaram ainda no primeiro tempo os gols da terceira vitória consecutiva do Furacão no Campeonato Brasileiro.

Com a vitória fora de casa, o Athletico, que começou a rodada no Z4, subiu sete posições e agora é o 10º colocado, com 25 pontos. Na próxima rodada, o Furacão joga na Arena da Baixada contra o Santos, no sábado (21), às 19h, na Arena da Baixada.

O jogo

O Athletico aproveitou que o adversário estava muito desfalcado por conta da Covid-19 e dominou a partida no começo. Logo aos três minutos, Reinaldo passou por Bueno e finalizou para a defesa do Everson. A resposta do Atlético veio aos oito, mas Keno errou o alvo.

No decorrer da primeira etapa, o Athletico seguiu melhor mesmo como visitante. Aos 24 minutos, Renato Kayzer passou pela marcação dentro da área e chutou muito perto da meta. Já aos 34, Christian recebeu passe de Fernando Canesin, dominou com muita tranquilidade e, sem marcação, colocou o Furacão na frente.

O Atlético-MG quase empatou no minuto seguinte com Guilherme Arana, que chutou forte para a defesa de Santos. Porém, o primeiro tempo era do Athletico. No último lance antes do intervalo, Nikão recebeu na intermediária, avançou até a entrada da área e chutou forte para o fundo das redes. A bola ainda desviou na defesa e tirou o goleiro Everson da jogada.

Insatisfeito com o desempenho no primeiro tempo, o técnico interino mudou duas vezes no mei0-campo com as entradas de Calebe e Nathan. Só que o Athletico manteve o ritmo intenso da primeira etapa e levou perigo em duas oportunidades. Aos 4, Nikão chutou muito perto da trave e aos 7, Richard também finalizou próximo do gol defendido por Everson.

Durante a segunda etapa, o Atlético-MG cresceu na partida, mas parou em uma grande atuação de Santos. O goleiro rubro-negro salvou a equipe nos chutes do lateral-esquerdo Guilherme Arana e do atacante Eduardo Sasha.

Na reta final do jogo, o técnico Paulo Autuori mudou a formação para o 3-4-3 com a entrada de Zé Ivaldo no lugar de Nikão. Outra novidade foi a entrada de Guilherme Bissoli, que quase marcou o terceiro em duas chances, mas parou em boas defesas de Everson.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0X2 ATHLETICO

Data: Quarta-feira, 18 de novembro de 2020
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Horário: 19h
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Katiuscia M Berger Mendonça (ES)
Árbitro de Vídeo: Claudio Rocha Filho (SP)
Assistentes de VAR: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)

Atlético-MG: Everson; Bueno, Talison, Igor Rabello e Guilherme Arana; Jair, Hyoran (Calebe) e Zaracho (Nathan); Marrony (Dylan), Eduardo Sasha e Keno.
Técnico: Leandro Zago.

Athletico: Santos; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard (Wellington), Christian e Fernando Canesin (Léo Cittadini); Nikão (Zé Ivaldo), Renato Kayzer (Guilherme Bissoli) e Reinaldo (Fabinho).
Técnico: Paulo Autuori.

Gols: Christian (CAP), aos 34′ do primeiro tempo, e Nikão (CAP), aos 46′ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Richard e Christian (CAP); Keno e Wesley (CAM).