Athletico teve queda de público na Arena da Baixada. (Geraldo Bubniak/AGB)

O jogo de ida da final da Copa do Brasil entre Athletico e Internacional praticamente lotou a Arena da Baixada, com o público pagante de 38.490 torcedores. A expectativa após o título inédito era que o estádio continuasse lotado. Porém, a realidade é bem diferente e o Furacão não vem colecionando bons públicos nos últimos jogos.

A última partida em casa foi a vitória por 1 a 0 sobre o CSA, no domingo (03), que contou com 10.681 pagantes – segundo pior público do Athletico no Campeonato Brasileiro. O jogo com menos torcedores foi no dia 12 de maio, contra o Bahia, quando 10.510 pagantes acompanharam o jogo na Arena da Baixada.

A queda de público virou assunto na entrevista do técnico Tiago Nunes, que esperava uma presença maior da torcida nos jogos em casa. “Eu fico triste em ver pouco público, mas valorizo quem vem, é fiel e está aí independente do adversário. Eu sei que o futebol está caro, não é só no Athletico, e não é mais aquele futebol popular que já foi. É muito caro vir a família toda para o estádio”, disse.

“A gente passa por um momento especial do clube e vai ser lembrado com muito carinho daqui alguns anos por ser uma conquista importante. O torcedor poderia estar mais presente e fazer um esforço maior para viver esse momento conosco. Para se tornar um clube gigante, além dos resultados em campo, precisa da presença do torcedor nas arquibancadas”, acrescentou o treinador.

O Athletico tem mais quatro jogos na Arena da Baixada até o final da temporada de 2019 (Cruzeiro, Botafogo, Grêmio e Santos). O próximo é contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira (05), às 21h30.

Confira os públicos nos jogos do Athletico após o título da Copa do Brasil

Athletico 4×1 Fortaleza – 26/09 – 12.080 pagantes
Athletico 1×1 Chapecoense – 29/09 – 12.745 pagantes
Athletico 0x2 Flamengo – 13/10 – 23.799 pagantes
Athletico 1×1 Palmeiras – 20/10 – 18.732 pagantes
Athletico 4×1 Goiás – 27/10 – 10.778 pagantes
Athletico 1×0 CSA – 04/11 – 10.681 pagantes