Athletico venceu o único jogo realizado no Chile pela Libertadores. (Divulgação/Conmebol)

O Athletico tem um aproveitamento de apenas 33% em jogos como visitante na Libertadores (8 vitórias, 4 empates e 16 derrotas), mas o retrospecto no Chile é positivo. O único jogo do Furacão em solo chileno aconteceu em 2017 e terminou com uma vitória histórica por 3 a 2 sobre a Universidad Católica.

Depois de sofrer o primeiro gol marcado por Santiago Silva ainda na etapa inicial, o Rubro-Negro virou a partida já no segundo tempo, com gols de Eduardo da Silva e Douglas Coutinho. Na sequência, sofreu o empate em golaço de Noir. Porém, o Athletico teve novo poder de reação e garantiu a vaga com golaço de Carlos Alberto.

Apenas o lateral-direito Jonathan, o volante Lucho González e o atacante Nikão, que estavam no jogo em San Carlos de Apoquindo, estão em Santiago três anos depois. Já o goleiro Santos, que se recupera de lesão, era reserva de Weverton naquela partida.

Na ocasião, a escalação do Athletico foi Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González; Pablo, Nikão e Grafite. Carlos Alberto, Douglas Coutinho e Eduardo da Silva entraram durante a partida.

Questionado sobre o jogo histórico, o zagueiro Robson Bambu falou que o foco é apenas no duelo com o Colo-Colo. “Eu sei que foi um dia complicado, mas o foco na partida é importante. Quando faz o nosso trabalho com foco, a gente consegue desempenhar um bom trabalho. É isso que todo mundo busca e a gente espera fazer um bom jogo”, comentou.

Confira as informações do Athletico para a partida em Santiago