Renato Kayzer começou com titular, mas teve atuação discreta (Divulgação/Athletico)

Com uma atuação ofensiva muito abaixo, o Athletico  ficou no 0 a 0 com o Ceará, na Arena da Baixada. Com o empate, o rubro-negro chegou aos 15 pontos na competição e ocupa a 12ª posição, porém, tem a mesma pontuação do Botafogo, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

A equipe de Eduardo Barros volta a campo diante do Internacional, no próximo domingo (11), às 20h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, partida válida pela 15ª rodada do Brasileirão.

O jogo

Iguais em número de pontos, a diferença entre Athletico, fora da zona de rebaixamento e o Ceará, dentro da ZR era o saldo de gols. A vitória se fazia necessária para as duas equipes, mas as chances de gols, foram escassas no primeiro tempo. E foi o Vozão que tomou a iniciativa. Logo no primeiro minuto de partida, Fernando Sobral recebeu bom passe de Fabinho e chutou por cima da meta. A resposta do rubro-negro aconteceu dez minutos, Jonathan foi até a linha de fundo e tocou para Abner que, de perna direita fez o chute e mandou longe do gol.

Com dificuldades de realizar a criação de jogadas pelo meio, a melhor alternativa eram os chutes de média distância. Num intervalo de três minutos, Erick tentou duas vezes, ambas direto para linha de fundo.

Mas a melhor chance da primeira etapa foi do Ceará. Ricardinho recebeu na intermediária e soltou o pé, a bola passou por Jandrei e carimbou a trave rubro-negra. Aos 43 minutos, Jorginho arrancou em velocidade pelo lado esquerdo e chutou, a bola bateu na defesa e sobrou para Fabinho que, de primeira mandou por cima.

Na segunda etapa, a partida ficou mais aberta, mas o Ceará levou mais perigo. Após cobrança de escanteio, Jandrei não conseguiu afastar e Rafael Sobis aproveitou a sobra, mas mandou por cima do gol. Aos 28 minutos, nova cobrança de escanteio, o zagueiro Luiz Otávio desviou a bola ia entrando e Abner Vinicius afastou em cima da linha, evitando a abertura do placar. Confiante, a equipe cearense, acreditou que poderia sair de Curitiba com os três pontos e investiu na jogada aérea. Vinicius, o homem das bolas paradas do Vozão, fez o levantamento para o zagueirão Eduardo Brock que subiu sozinho, mas errou o gol.

A equipe de Eduardo Barros, teve controle de jogo, mas pouca inspiração para criar jogadas. A única oportunidade de gol do Athletico na segunda etapa, começou nos pés de Fabinho, que fez boa jogada pelo lado direito e rolou para Léo Cittadini que mandou de primeira, direto para fora.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 0X0 CEARÁ

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Quinta-feira, 08 de outubro de 2020.
Horário: 19h.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF).
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO).
Árbitro de vídeo: Márcio Henrique de Gois (SP).
Assistentes de vídeo: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI) e Fabrício Porfirio de Moura (SP)

Athletico: Jandrei; Jonathan (Ravanelli), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Wellington (Richard), Erick, Léo Cittadini (Geuvânio) e Jorginho (Walter); Fabinho e Renato Kayzer.
Técnico: Eduardo Barros

Ceará: Fernando Prass; Eduardo, Eduardo Brock, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Ricardinho (Kelvin), Fernando Sobral e Vina (Wescley); Leandro Carvalho (Bergson) e Rafael Sobis (Matheus Gonçalves).
Técnico: Guto Ferreira

Cartões amarelos: Wellington e Geuvânio (CAP); Luiz Otávio e Matheus Gonçalves (CEA)