Se alguém tinha dúvida como foi a reação interna à saída de Cuca do Athletico, a resposta veio direto do todo poderoso do clube. Em rara manifestação nas redes sociais, o presidente Mário Celso Petraglia fez um ataque forte ao ex-treinador, definindo o acontecido como a maior decepção que teve desde que assumiu o Furacão, em 1995. No texto, Petraglia admite que teve que encarar uma forte repercussão negativa ao contratar o técnico.

O Athletico foi o primeiro clube em que Cuca trabalhou depois da anulação da sentença do caso de crimes de coação e ato sexual com menor na Suíça, em 1987. Após uma saída barulhenta do Corinthians, em que a reação das torcedoras e das atletas do clube foi decisiva para o pedido de demissão, o Furacão apostou nele. “Botamos a cara a tapa para amenizar seu desgaste”, atirou Petraglia (leia a íntegra do texto abaixo).

E justamente após o empate com o Corinthians que a crise explodiu no Athletico. Cobrado pela torcida, Cuca decidiu deixar o Rubro-Negro, informou ao elenco e aos diretores Márcio Lara e André Mazzuco e gerou uma perplexidade total. “Jamais esperava um comportamento descontrolado que teve nos vestiários”, continuou Petraglia, que criticou o fato de o treinador ter pedido para sair e depois ir para a entrevista coletiva. Esta acabou interrompida pela invasão de quatro torcedores à área restrita da Ligga Arena.

Athletico usado

Uma leitura da situação que já pipocava nas redes sociais e em algumas análises de jornalistas acabou sendo citada por Mário Celso Petraglia. “Prometo que não seremos doravante mais usados e abusados pelo mau caráter de pessoas que pela nossa resiliência aceitamos ajudá-las”, criticou o presidente do Athletico. “(Cuca) Nos usou e depois nos traiu”, completou o cartola. Ele não usava as redes sociais para se manifestar desde 10 de março de 2023.

Petraglia também negou que o Athletico tenha a 14ª folha salarial do Campeonato Brasileiro, como Cuca afirmou. Fechando a “carta”, o presidente fez novas críticas fortes. “Lamentável que um homem que se diz torcedor do Furacão, com 61 anos, tendo treinado grandes clubes não tenha o controle suficiente para esfriar a cabeça e não ter o ‘piti’ como se comportou ontem (domingo)”.

Leia o texto escrito por Petraglia

Nestes anos todos de futebol já vivi muitas decepções, existem decepções e decepções, esta do Cuca foi a maior delas! Botamos a cara a tapa para amenizar seu desgaste havido com a torcida do Corinthians, que lavou a roupa suja do seu passado não resolvido! Prometo que não seremos doravante mais usados e abusados pelo mau caráter de pessoas que pela nossa resiliência aceitamos ajudá-las! Foi o que ocorreu com o Cuca, o qual nos usou e depois nos traiu!

Jamais esperava um comportamento descontrolado que teve nos vestiários após o empate com o Corinthians! Não entrarei nos detalhes porque nossos jogadores por mais que não tivessem garantido os 3 pontos nas últimas partidas não mereciam ouvir o que ouviram! Já definido perante os atletas que não ficaria e para nossa diretoria foi para a entrevista coletiva se justificar e transferir a a responsabilidade para a terceiros! Falou em números da folha de pagamento do clube sem nenhuma melhor informação! Não sabemos de onde tirou esses números!

Lamentável que um homem que se diz torcedor do Furacão, com 61 anos, tendo treinado grandes clubes não tenha o controle suficiente para esfriar a cabeça e não ter o “piti” como se comportou ontem! Que siga seu caminho, que encontre outro clube que tenha a boa vontade que o Furacão teve e que a torcida o acolha como a nossa mesmo contrariada o fez!

Mário Celso Petraglia, presidente do Athletico.
“Existem decepções e decepções, esta do Cuca foi a maior delas”, disse Petraglia. Foto: Divulgação/CAP

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Athletico: Petraglia faz críticas pesadas a Cuca em rara manifestação pública

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.