Athletico perdeu a segunda partida consecutiva no Brasileirão. (Geraldo Bubniak/AGB)

O Athletico perdeu na Arena da Baixada para o Atlético-MG por 1 a 0 e segue na briga para escapar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Vargas, que aproveitou passe de Keno e chutou forte para o fundo das redes.

Com a derrota em casa, o Athletico cai para a 13ª colocação, com 28 pontos, a quatro do Vasco, primeiro time na zona de rebaixamento e que ainda joga na rodada. O Furacão ainda pode perder mais posições neste domingo (13) e ficar ainda mais próximo do Z4.

O jogo

Sem Thiago Heleno e Wellington, suspensos, o técnico Paulo Autuori escalou Zé Ivaldo e Christian entre os titulares. Além disso, Nikão, que saiu da última rodada com dores musculares e foi poupado nos treinos da semana, também ficou à disposição. E a presença do atacante se mostrou essencial logo nos primeiros minutos. Aos 4, o camisa 11 arriscou chute forte da intermediária e a bola explodiu no travessão. Na sequência, colocou Renato Kayzer na cara do gol, mas Everson defendeu.

No decorrer da primeira etapa, o Atlético-MG dominou a partida e chegou a abrir o placar aos 18 minutos, mas o assistente flagrou o impedimento de Vargas. Já aos 30, o árbitro marcou pênalti após toque de braço de Abner Vinícius e o goleiro Santos fez uma defesa sensacional na cobrança de Keno.

O Atlético-MG seguiu com a pressão e marcou o primeiro gol antes do intervalo. Aos 43 minutos, Keno avançou em rápido contra-ataque e encontrou Vargas na ponta direita. O atacante dominou e chutou com força, sem chances para Santos, que até tentou a defesa, mas não evitou a bola no fundo das redes.

No segundo tempo, o Athletico teve a chance do empate logo aos dois minutos, mas Renato Kayzer mandou a bola por cima do gol na cobrança de falta. A resposta do Atlético-MG terminou com a bola no fundo do gol, mas o assistente anulou por impedimento de Vargas.

Autuori até tentou mudar o ataque com as entradas de Reinaldo, Guilherme Bissoli, Lucho González e Ravanelli, mas o Athletico pouco levou perigo para o gol de Everson. O Furacão ainda terminou a partida com um jogador a menos após a lesão de Erick. O lateral-direito se contundiu do time rubro-negro realizar as cinco substituições.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 0X1 ATLÉTICO-MG

Data: Sábado, 12 de dezembro de 2020
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Horário: 17h.
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Anderson José Moraes de Coelho (SP)
Árbitro de vídeo: Márcio Henrique Góis (SP)
Assistentes de vídeo: Alisson Sidnei Furtado (TO) e Fabrício Porfirio de Moura (SP)

Athletico: Santos; Erick, Pedro Henrique (Felipe Aguilar), Zé Ivaldo e Abner Vinícius; Richard, Christian (Ravanelli) e Léo Cittadini (Lucho González); Carlos Eduardo (Reinaldo), Renato Kayzer (Guilherme Bissoli) e Nikão.
Técnico: Paulo Autuori.

Atlético-MG: Everson; Guga, Gabriel, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Zaracho (Calebe) e Hyoran (Nathan); Savarino (Rever), Keno e Eduardo Vargas (Eduardo Sasha).
Técnico: Jorge Sampaoli.

Gol: Vargas (CAM), aos 43′ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Erick e Léo Cittadini (CAP); Gabriel e Rever (CAM).