Athletico empatou com o Cruzeiro (Geraldo Bubniak/AGB)

No seu primeiro jogo após a saída do técnico Tiago Nunes, o Athletico teve bom volume ofensivo, mas não conseguiu sair do zero com o Cruzeiro, na noite desta quarta-feira (06), na Arena da Baixada, em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ainda sob o comando do interino Eduardo Barros, que esteve à frente da equipe no empate com a Raposa, o Furacão volta a campo no próximo domingo (10), às 16h, contra o São Paulo, no Morumbi.

O jogo

O duelo foi aberto na etapa inicial e o Athletico teve bom volume de jogo, esbarrando em uma grande atuação do goleiro Fábio, do Cruzeiro. O arqueiro foi o principal responsável pelo placar zerado, com seis defesas difíceis, evitando que o time da casa abrisse o placar. Fosse pelo chão ou pelo alto, Nikão, Thiago Heleno, Rony, Marco Ruben e Bruno Guimarães tentaram, mas o camisa 1 espalmou. O goleiro Santos também foi exigido, em finalização de Dodô, e trabalhou para evitar o perigo.

Se no primeiro tempo trabalhou apenas uma vez, na etapa final o arqueiro athleticano teve que entrar em cena logo aos dois minutos, em chute de Sassá, para fazer boa defesa.

O ritmo rubro-negro caiu, o ímpeto diminuiu e o Athletico, apesar de manter o volume ofensivo, nada criou. Quem balançou as redes foi o Cruzeiro, aos 12 minutos, com Sassá. Mas o árbitro marcou toque no braço no lance, anulou o gol e ainda expulsou o atacante cruzeirense.

Com um a mais, o Furacão tentou pressionar, mas não conseguiu ameaçar. A Raposa ainda assustou, aos 42, em chute de Ezequiel que carimbou a trave direita do goleiro Santos, que garantiu o empate em zero a zero entre as duas equipes na Baixada.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 0X0 CRUZEIRO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Quarta-feira, 06 de novembro de 2019.
Horário: 21h30.
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP).
Árbitro de vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP).
Assistentes do vídeo: Lucas Canette Bellote (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP).
Público e renda: 12.885 total | R$ 216.370,00.

Athletico: Santos; Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães (Camacho) e Léo Cittadini (Bruno Nazário); Nikão, Rony e Marco Ruben.
Técnico: Eduardo Barros.

Cruzeiro: Fábio; Edílson, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio (Dodô); Henrique, Ederson, Marquinhos Gabriel e Robinho (Ariel Cabral); David (Ezequiel) e Sassá.
Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Léo Pereira, Wellington e Marco Ruben (CAP); Sassá (CRU).
Cartão vermelho: Sassá (CRU).