Luccas Claro marcou duas vezes, porém foram anulados pelo VAR. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

O Athletico perdeu a terceira partida seguida no Brasileirão, a segunda seguida na Arena da Baixada. Com gol contra de Felipe Aguillar, o Furacão perdeu para o Fluminense. Por conta da mudança de tabela pela CBF, o Athlético que teria 10 dias sem partidas, volta a campo nesta quarta-feira (26), em partida válida pela 11ª rodada, diante do São Paulo, no estádio do Morumbi. Já o Fluminense, joga pela Copa do Brasil nesta terça-feira (25) contra o Figueirense.

Como Lucas Silvestre e Eduardo Barros testaram positivo para a Covid 19, coube ao segundo auxiliar do Athletico, Leonardo Porto, comandar a equipe à beira do gramado. Novamente, o Furacão não teve uma boa atuação, a mudança de função de Marquinhos Gabriel, que atua no meio, para jogar de extremo, não surtiu. Apesar de tudo, em boa parte do primeiro tempo, o Furacão criou

Fazer três para valer um

Aos 24 minutos, Egídio fez o cruzamento, Digão fez o cabeceio e no rebote Luccas Claro, abriu o placar, mas o VAR foi acionado e identificou uma falta na jogada e o gol foi anulado. Doze minutos depois, novo cruzamento e o mesmo Luccas Claro mandou para o gol. O lance foi para a revisão do VAR e novamente foi anulado. Já nos acréscimos, o Fluminense criou uma boa jogada pela direita, Yuri cruzou rasteiro e Felipe Aguillar tentou afastar e mandou contra.

Na segunda etapa, o Furacão conseguiu equilibrar a partida,  mas o goleiro Muriel pouco foi exigido. Leonardo Porto promoveu a reestreia de Walter, que teve uma atuação discreta. O Fluminense, com vantagem no placar, apenas administrou o placar. Já nos acréscimos, de cabeça Lucho obrigou Muriel a fazer grande defesa, a bola ainda bateu na trave.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 0X1 FLUMINENSE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Sábado, 22 de agosto de 2020.
Horário: 16h.
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS).
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS).
Árbitro do VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG).
Assistentes do VAR: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MG) e Celso Luiz da Silva (MG).

Atlhetico: Santos; Khellven (Geuvânio), Pedro Henrique, Felipe Aguilar e Márcio Azevedo (Abner Vinicius); Wellington, Richard (Lucho Gonzalez) e Léo Cittadini; Vitinho, Vinicius Mingotti (Walter) e Marquinhos Gabriel (Pedrinho).
Técnico: Leonardo Porto

Fluminense: Muriel; Calegari, Digão, Luccas Claro e Egídio; Dodi, Yuri e PH Ganso; Luiz Henrique (Wellington Silva) e Marcos Paulo.
Técnico: Odair Hellmann

Cartões amarelos:  Léo Cittadini, Wellington, Pedro Henrique e Felipe Aguillar (CAP); PH Ganso, Wellington Silva, Digão (FLU)