Furacão construiu a vitória com tranquilidade na Arena da Baixada (Geraldo Bubniak/AGB)

Depois de amargar uma derrota na estreia, o Athletico teve uma atuação impecável e sem sobressaltos na sua primeira partida em casa e goleou o Jorge Wilstermann, da Bolívia, por 4 a 0, na noite desta quinta-feira (14), na Arena da Baixada, pela segunda rodada da Libertadores.

O triunfo abre de maneira positiva a sequência de três partidas dentro de casa do Furacão na competição. Agora, o time recebe o Boca Juniors-ARG e o Tolima-COL, antes de sair para jogar as duas últimas longe de Curitiba. Com a vitória, o Rubro-Negro foi aos três pontos e assumiu a segunda colocação do Grupo G da Taça Libertadores da América.

O jogo

O Athletico mostrou desde o começo, com muita imposição, que não queria dar chance para possíveis surpresas. Com amplo domínio sobre os bolivianos, o time sufocou o adversário desde os primeiros minutos, e criou boas chances para construir com tranquilidade o placar favorável.

A primeira chance do time veio logo aos quatro minutos, com Bruno Guimarães exigindo boa defesa do goleiro Arnaldo Giménez. Personagem dos visitantes no primeiro tempo, o arqueiro ainda evitou o primeiro gol rubro-negro em chutes de Renan Lodi e Nikão.

Mas a noite era mesmo dos argentinos do Athletico. Marco Ruben teve boa chance aos 30 minutos e levou perigo em cabeceio, e, no minuto seguinte, estava no meio do caminho para desviar o chute de Rony e abrir o placar.

Atrás no marcador, o Jorge Wilstermann se lançou ao ataque e chegou a assustar com bola na trave de Ortíz, aos 35 minutos. O lance originou um contra-ataque do Furacão, que chegou até Tomás Andrade. O meia carregou pelo meio e arriscou de longe para superar o goleiro Giménez, que falhou e aceitou o segundo gol dos mandantes.

Com a vantagem tranquila para o intervalo, o Athletico não se acomodou e seguiu ligado na volta para o segundo tempo. E não demorou para o time ampliar a contagem. Aos quatro minutos, Renan Lodi recebeu de Camacho na esquerda, avançou, invadiu a área e bateu na saída do goleiro Arnaldo Giménez para fazer o terceiro.

Confortável com a vitória tranquila, o Furacão diminuiu o ritmo, mas seguiu sendo superior. O Wilstermann tentou descontar com Álvarez, mas o goleiro Santos foi bem na única vez que foi exigido na partida.

Coube então ao volante Bruno Guimarães fechar a goleada rubro-negra na Baixada. Aos 42 minutos, após boa jogada pela direita, a bola sobrou para o camisa 16, que completou no fundo das redes e decretou o placar final, com o primeiro triunfo do Furacão na Libertadores.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 4X0 JORGE WILSTERMANN-BOL

Local: Arena da Baixada.
Data: Quinta-feira, 14 de março de 2019.
Horário: 21h.
Árbitro: Carlos Oribe (EQU).
Assistentes: Christian Lescano (EQU) e Ricardo Baren (EQU).
Público e renda: 17.323 total.

Athletico: Santos; Jonathan (Wellington), Léo Pereira, Thiago Heleno e Renan Lodi; Camacho, Bruno Guimarães e Tomás Andrade; Nikão, Rony (Marcelo Cirino) e Marco Ruben (Braian Romero).
Técnico: Tiago Nunes.

Jorge Wilstermann: Arnaldo Giménez; Alejandro Meleán, Alex Silva, Zenteno e Aponte; Ariel Núñez (Carlos Melgar), Fernando Saucedo (Villarroel), Jorge Ortíz, Serginho e Pochi Chávez; Lucas Gaúcho (Álvarez).
Técnico: Miguel Ángel Portugal.

Gols: Marco Ruben aos 31′ e Tomás Andrade aos 35′ do primeiro tempo; Renan Lodi aos 4′ e Bruno Guimarães aos 42′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Rony (CAP); Alejandro Meleán, Aponte, Serginho (JOR).