O Athletico está na final do Campeonato Paranaense. Na última quarta-feira (27), o Furacão conquistou a vaga ao bater o Operário por 1×0, na Ligga Arena. Uma vitória que foi conquistada na marra e que o próprio técnico Cuca admitiu que o Furacão sofreu.

O treinador ressaltou que o elenco do Rubro-Negro ainda está se conhecendo e se adaptando. E, diante de um adversário que já tem uma base formada, acabou tendo complicações, que acabaram valorizando essa classificação para a final contra o Maringá.

“Foram dois jogos muito complicados. O Operário tem uma boa equipe, joga junto há muito tempo. Nós temos sete, oito novos jogadores, a maioria estrangeiros, e isso demora mais um pouco para adaptação. No primeiro tempo eles foram melhores, no segundo nós melhoramos, mas foi uma classificação muito suada e valorizada pelo adversário“, analisou Cuca.

Athletico sofre no primeiro tempo

Assim como no duelo em Ponta Grossa, quando o Athletico ganhou por 2×1, o Fantasma foi quem dominou no primeiro tempo e desperdiçou inúmeras chances de sair na frente. Inclusive, em duas oportunidades foi o goleiro Leo Linck quem salvou o Furacão.

Erros que Cuca cobrou muito. Ao longo da partida, diversas vezes ele gritava e chamou alguns jogadores para passar instruções. Tentativas de corrigir as falhas, que só foram amenizadas aos 43 minutos, quando Zapelli marcou o único gol da partida.

O que não pode acontecer é um primeiro tempo como esse de hoje. Foi muito ruim, em todos os aspectos, e temos consciência disso. Se eles saem na frente, vira outro jogo. Nós tivemos duas chances e fizemos o gol. Eles tiveram quatro claríssimas. No segundo tempo ajustamos as coisas. Temos que tirar lições disso para que nos jogos futuros não tenham vacilos como esses“, acrescentou o treinador.

Foco no Maringá

Nesta quinta-feira (28), o elenco do Furacão já se reapresenta no CT do Caju para iniciar os preparativos para o jogo de ida da decisão, que acontece no sábado (30), às 17h, no Willie Davids. E Cuca rasgou elogios à equipe do Maringá.

O Maringá a gente acompanha desde a Copa do Brasil. Eliminaram o América-MG, acabaram perdendo para o Amazonas, mas tem um jogo forte, competitivo, uma equipe que tem um conjunto interessante e está vivendo o ápice, que é estar em uma final de campeonato. Eles têm um tempo de descanso maior, jogaram no domingo”, concluiu ele.

Cuca em Athletico x Operário
Cuca cobrou muito os jogadores ao longo do primeiro tempo. Foto: José Tramontin/Athletico

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Cuca admite dificuldades do Athletico contra o Operário e já foca no Maringá

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.