Líder do Grupo E da Copa Sul-Americana, o Athletico enfrenta o Rayo Zuliano, nesta quarta-feira (8), às 19h, na Venezuela, podendo garantir a classificação antecipada para o mata-mata do torneio continental. No entanto, não conseguirá carimbar uma vaga já nas oitavas de final.

Desde 2023, os dois primeiros colocados de cada grupo passam para o mata-mata da Sul-Americana. Porém, só o primeiro colocado vai direto para as oitavas de final. O segundo enfrenta um dos terceiros colocados dos grupos da Libertadores, em uma espécie de ‘repescagem’.

Com nove pontos, o Furacão, caso derrote o Zuliano, chegará aos 12 e não poderá mais ser alcançado pelo Danubio, do Uruguai, que é o terceiro no grupo, com quatro pontos, mas terá cinco de vantagem em relação ao Sportivo Ameliano, do Paraguai, que é o segundo.

O que o Athletico precisa?

Ou seja, o Rubro-Negro precisaria de pelo menos um empate com os paraguaios para se consolidar na primeira posição. Na última terça-feira (7), o Ameliano derrotou o Danubio por 2×1 e chegou aos sete pontos. Caso a partida tivesse terminada empatada, aí o Athletico poderia garantir o primeiro lugar ainda na quarta rodada, com dois jogos de antecedência.

De qualquer forma, depois da partida na Venezuela, o Athletico fará os dois últimos compromissos na Ligga Arena, contra o Danubio e depois o Sportivo Ameliano. Voltar para casa com os três pontos, se não garante matematicamente, encaminha bem a primeira colocação no Grupo E.

Time do Athletico na Sul-Americana
Furacão está perto de avançar de fase na Sul-Americana. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Athletico pode se classificar para mata-mata contra o Rayo Zuliano, mas não às oitavas

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.