Renato Kayzer é o único nome garantido no ataque do Athletico. (Fábio Wosniak/Athletico)

A comissão técnica do Athletico ainda procura um ataque ideal para a sequência da temporada. O único nome garantido no momento é Renato Kayzer, contratado para uma posição carente no elenco. Em três jogos como titular, o novo centroavante já marcou dois gols e ganhou a posição.

Um outro nome que teria presença certa no ataque é Nikão. Porém, o atacante se lesionou no clássico contra o Coritiba, em 12 de setembro. A tendência é que o jogador retorne aos treinamentos nesta semana e fique à disposição para a sequência da temporada.

No mês em que Nikão está no departamento médico, o técnico Eduardo Barros mudou o sistema ofensivo e até utilizou Lucho González na vitória sobre o Jorge Wilstermann, na Libertadores. Além da improvisação do meia, Fabinho, Pedrinho, Geuvânio e Carlos Eduardo também tiveram pelo menos uma oportunidade.

Na última rodada contra o Internacional, Carlos Eduardo foi o titular e deu a assistência para o gol de Renato Kayzer. Porém, o desempenho no geral foi abaixo do esperado e o atacante foi substituído no segundo tempo por Pedrinho.

Em busca do reserva para Léo Cittadini

Outra procura no elenco é por um substituto para Léo Cittadini no meio-campo. Com a desgastante maratona de partidas por Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, o meia não terá condições de jogar todas as partidas. Os reservas imediatos são Jorginho e Ravanelli, mas as observações ainda continuam no setor.