Emprestado pelo Athletico ao Peñarol, do Uruguai, o atacante Matheus Babi não vem atravessando um bom momento no time aurinegro. Em 12 partidas disputadas, foi titular apenas duas vezes, com um único gol marcado e não saiu do banco de reservas nos últimos quatro jogos.

Atuações muito abaixo do esperado que renderam críticas do vice-presidente da equipe de Montevideu, Eduardo Zaidensztat, que culpou o técnico Diego Aguirre pela contratação.

Nesses seis meses, Babi não está dando o resultado esperado. Confiamos no olfato de Diego (Aguirre, técnico do Peñarol, com passagens por times brasileiros, como Internacional, São Paulo e Santos)”, afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Sport 890.

Com salário de cerca de 40 mil dólares (R$ 200 mil), alto para o padrão uruguaio, Matheus Babi é cobrado, mas a contratação também cai nas costas da diretoria, por optar custos tão altos a ele, com jovens promessas, como Damián Garcia, correndo riscos de ir embora.

Athletico pagou caro por pouco retorno

Matheus Babi foi anunciado pelo Athletico em abril de 2021. Na época, o Furacão pagou R$ 12 milhões pelo atleta, que, até então, era a maior contratação da história do clube. Atualmente ele ainda é um dos maiores custos, sendo a oitava aquisição mais alta do Rubro-Negro.

Só que pelo Athletico, Babi não conseguiu vingar. No total, são 33 partidas e apenas quatro gols marcados. Em julho de 2021, ele rompeu o ligamento cruzado do joelho direito, ficou nove meses sem jogar e, desde então, já foi emprestado diversas vezes, passando por Santa Clara, de Portugal, e Goiás.

O atacante tem vínculo com o Furacão até o final de 2025. O contrato de empréstimo com o Peñarol vai até o final desta temporada.

Matheus Babi, atacante do Athletico, comemora gol pelo Peñarol
Matheus Babi fez apenas um gol pelo Peñarol em 12 jogos, saindo do banco na maioria das vezes. Foto: Divulgação/Peñarol

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Atacante emprestado pelo Athletico é criticado por dirigente uruguaio

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.