(Reprodução/Banda B)

O árbitro Leonardo Sígari Zanon relatou em súmula toda a confusão generalizada nos acréscimos do segundo tempo da final do Campeonato Brasileiro sub-17 entre Athletico e Fluminense. No total, foram nove jogadores expulsos, sendo quatro do Athletico e cinco do Fluminense.

Depois de uma falta para o Fluminense, o lateral-direito Ataíde, do Athletico, partiu para cima do adversário e a briga começou entre os jogadores. O zagueiro João Gabriel, também do Athletico, aplicou uma voadora no rosto do atacante João Neto, do Fluminense. O jogador ficou com uma marca no rosto e ainda levou um chute de Vinicius Amaral.

Segundo o Ge.Globo, a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) já possui as imagens do vídeo e pode denunciar os jogadores pela confusão.

Confira a explicação do árbitro para cada expulsão:

Renan – Athletico

Culpado de conduta violenta – Em meio a briga generalizada, foi expulso de forma direta, por desferir socos e
pontapés nos adversários. relato ainda que após ser expulso o mesmo proferiu as seguintes palavras para a arbitragem: “vocês são fracos, acabaram com o jogo seus m…”.

João Gabriel – Athletico

Culpado de conduta violenta – Após as agressões iniciais entre os atletas número 2 do athletico e número 9 do
fluminense, o sr. joão gabriel m pires adentrou ao campo de jogo correndo e desferiu um chute voadora atingindo com as travas da chuteira o rosto do seu adversário número 9, derrubando o atleta no chão. relato ainda o mesmo atleta em ato contínuo atinge com brutalidade outro adversário com as duas mãos na altura do rosto. relato ainda que instantes depois, revidando tentativa de agressão do atleta adversário número 25, o sr. joao atinge o adversário com um soco no rosto, e depois é contido por membros da comissão técnica.

Vinícius Amaral – Athletico

Culpado de conduta violenta – Após as agressões iniciais entre os atletas número 2 do athletico e número 9 do
fluminense, o sr. vinicius vicente do amaral adentrou ao campo de jogo correndo e desferiu um chute atingindo as pernas seu adversário número 9 que já se encontrava caído no chão. relato ainda que instantes depois, revidando tentativa de agressão do atleta adversário número 25, o sr. vinicius tenta atingir o adversário com um socos e chutes, sendo contido por membros da comissão técnica.

Ataíde – Athletico

Culpado de conduta violenta – Expulso de forma direta por conduta violenta pois após marcação de falta contra sua
equipe, desferiu um soco na barriga de seu adversário número 9 que se encontrava no chão. relato que devido a essa atitude houve na sequência uma briga generalizada.

Vitor do Carmo – Athletico

Culpado de conduta violenta – Em meio a briga generalizada, foi expulso de forma direta, por empurrar com
brutalidade seu adversário número 17.

Eduardo Gomes – Fluminense

Culpado de conduta violenta – Após alguns instantes do momento da briga generalizada relato que o sr. eduardo g.
ribeiro número 25 do fluminense saiu de seu banco de reservas em direção ao banco de reservas da equipe adversária para tirar satisfação com o atleta número 13 que havia atingido a voadora em seu companheiro, em ato contínuo tentando atingir um soco no mesmo, sendo contido por membros da comissão técnica.

João Neto – Fluminense

Culpado de conduta violenta – Após marcação de falta a favor de sua equipe, e após ser atingido com um soco por seu
adversário número 2, o atleta número 9 revida a agressão com um chute na perna de seu adversário, sendo expulso de forma direta. Após as agressões entre esses atletas teve início uma briga generalizada.

Metinho – Fluminense

Culpado de conduta violenta – Em meio a briga generalizada, foi expulso de forma direta, por tentar desferir socos e
pontapés nos adversários. relato ainda que foi contido e retirado da confusão por membros da comissão técnica de sua equipe, e continuou ainda provocando, xingando e incitando mais brigas entre os adversários.

Alexander – Fluminense

Culpado de conduta violenta – Em meio a briga generalizada, foi expulso de forma direta, por desferir socos e
pontapés nos adversários, sendo contido por membros de sua comissão técnica.