(Geraldo Bubniak/AGB)

Athletico e Coritiba foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por descumprirem o protocolo médico da Confederação Brasileira de Futebol. Os principais motivos são troca de camisas entre os jogadores e uso indevido de máscaras no banco de reservas.

O julgamento do Athletico aconteceu nesta segunda-feira (09) e o clube foi multado em R$ 6 mil por trocas de camisas nos jogos com o Vasco (R$ 3 mil) e Bahia (R$ 3 mil). O advogado do Furacão Marcelo Jucá informou durante o pleito que vai recorrer da decisão.

Já o Coritiba foi punido pela mesma situação em julgamento realizado no último dia 26. O clube alviverde foi sentenciado a pagar R$ 5 mil (R$ 2,5 mil contra o Atlético-MG e R$ 2,5 mil contra o Goiás) que serão revertidos em doação a uma instituição de caridade.

A pena ainda fala que o departamento de marketing o clube precisa criar peças de comunicação para ajudar na divulgação de informações que combatem a propagação da Covid-19, além dos clubes orientarem os atletas a cumprirem o protocolo médico da CBF.

Em caso de reincidência do Coritiba ou da conduta do atleta, o valor da doação será o dobro e de forma sucessiva diante dos descumprimentos do protocolo médico. Por exemplo, em caso de reincidência, a multa será em R$ 5 mil.