Isabel foi capa da revista Veja nos anos 80


Morreu nesta quarta-feira (16), no Rio de Janeiro, a ex-jogadora de vôlei e vôlei de praia Isabel Salgado, a Isabel do Vôlei. Na segunda-feira, ela havia sido incluída no grupo de transição do esporte.

A morte foi confirmada pela produtora de cinema Paula Barreto, em mensagem no grupo Esporte Pela Democracia. “Fiz um call com ela na segunda feira. Ela estava super gripada . Falei para ela ir a um hospital, ela me disse que já tinha ido e testado negativo para Covid. Na segunda a noite foi dormir passou mal. Deixou para ir para o hospital Sírio na terça de manhã . Quando acordou na terça já estava bem pior. Internou no Sírio já no CTI . Detectaram uma bactéria que já tinha tomado todo o pulmão . Foi entubada e teve uma parada cardíaca às 4h da manhã de hoje”, escreveu Paula.

Ao UOL, a produtora informou que recebeu a informação da irmã da Isabel, Inês, que é figurinista do filme que as duas estavam produzindo.

Maria Isabel Barroso Salgado nasceu no Rio de Janeiro e fez grande carreira no esporte. Nas quadras, foi revelada pelo Flamengo e fez história ao ser a primeira jogadora brasileira a atuar na Europa, quando rumou ao Modena, da Itália, em 1980. Em 2016, foi um dos nomes a carregar a tocha olímpica já no Rio, cidade-sede dos Jogos e sua terra natal.

Isabel atuou nas Olimpíadas de Moscou-1980 e Los Angeles-1984, numa época em que a seleção brasileira feminina ainda dava seus primeiros passos na profissionalização. Rotulada de “musa”, notabilizou-se por uma — pouco comum para a época — voz feminina forte e a assertiva postura de defesa das suas ideias.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Morre Isabel, ícone do vôlei brasileiro, aos 62 anos, vítima de síndrome aguda respiratória

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.