(Divulgação/COI)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Não há “plano B” para a Olimpíada se ela precisar ser adiada novamente por causa da pandemia de coronavírus, disseram os organizadores de Tóquio nesta terça-feira (14).

Masa Takaya, porta-voz da Olimpíada de Tóquio, disse que os organizadores estão seguindo o pressuposto de que o evento terá início em 23 de julho de 2021. A Paraolimpíada ocorreria a partir de 24 de agosto.

Essas datas foram definidas no mês passado pelo Comitê Olímpico Internacional e pelas autoridades japonesas depois que ficou claro que a pandemia de coronavírus não permitira que os Jogos de Tóquio pudessem ser realizados conforme programado para este ano.

“Estamos trabalhando para o novo objetivo”, disse Takaya durante teleconferência. “Não temos um plano B.”

A gravidade da pandemia e o número de mortes levantaram questões sobre a possibilidade de a Olimpíada ser realizada em pouco mais de 15 meses.

“Tudo que posso dizer hoje é que as datas para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos acabaram de ser definidas”, disse Takaya. “Nesse sentido, Tóquio e todas as partes envolvidas estão fazendo o possível para entregar os jogos no próximo ano.”