João Lucas Reis da Silva conquistou primeiro titulo profissional na carreira. (Pedro Melo/Banda B)

O jovem João Lucas Reis da Silva, de apenas 18 anos, é o grande campeão do Future de Curitiba. Com a quadra completamente lotada no Graciosa Country Club, o pernambucano derrotou o paranaense Thiago Wild por 2 sets a 1, com parciais de 6-7 (1-7), 6-3 e 6-2, e conquistou o primeiro título profissional na carreira.

Atualmente, número 1003 no ranking da ATP, com somente 10 pontos, o jovem tenista receberá 27 com o título na capital paranaense e subirá aproximadamente 300 posições. “Sensação de muita felicidade e consegui jogar bem a semana inteira. Hoje foi um jogo muito duro, onde me exigiu muito mentalmente. Eu consegui sacar e devolver muito bem. Aproveitei bem as chances”, afirmou, em entrevista à Banda B.

Já Wild perdeu a chance de conquistar o terceiro título profissional na carreira, e o resultado em Curitiba o garantirá 15 pontos. Ele é o atual número 561 do mundo e deve se aproximar do grupo dos 470. “Tive uma semana de bons jogos e consegui manter um nível de tênis bem alto. Na decisão, o João jogou bem e o estilo de jogo dele me incomodou um pouco”, comentou.

Matos e Zormann ganham em duplas

Na chave de duplas, a final também foi 100% brasileira. Rafael Matos e Marcelo Zormann confirmaram o favoritismo e derrotaram Diego Matos e Thales Turini por 2 sets a 0, parciais de 7-6 (7-2) e 6-3. Esse é o terceiro título da dupla na temporada e eles já haviam vencido os Futures de São Paulo e São José do Rio Preto. Juntos, ganharam oito futures desde 2015.