Por Pedro Melo 

Teliana Pereira será a número 48 do mundo. (Cristiano Andujar/Brasil Tennis Cup)Teliana Pereira será a número 48 do mundo. (Cristiano Andujar/Brasil Tennis Cup)

A temporada 2015 ficará marcada como a melhor da carreira de Teliana Pereira. Depois de conquistar o torneio de Bogotá em abril, a brasileira voltou a conquistar um título de nível WTA. Na grande decisão em Florianópolis, ela derrotou a alemã Anikka Beck por 2 sets a 1, com parciais de 6-4, 4-6 e 6-1.

Teliana encerrou um jejum de 28 anos de uma brasileira ganhar um troféu jogando no Brasil, desde que Niege Dias venceu Patrícia Medrado na final em Guarujá. Além disso, a pernambucana iguala o número de conquistar justamente de Niege.

Com os 280 pontos do título em Santa Catarina, a tenista número um do Brasil irá aos 1.034 pontos no ranking, entrará no grupo das 50 melhores do mundo, na 48ª posição e conseguirá o terceiro melhor ranking da história do tênis feminino brasileiro, passando o 51º lugar de Patrícia Medrado. Somente Niege Dias, 31º do mundo, e Maria Esther Bueno, 29º depois que implantaram o ranking na WTA, ficaram a frente.

Na última competição antes de voltar ao Brasil, Teliana desistiu durante a primeira rodada e lembrou que teria chances de sequer jogar em Florianópolis justamente por conta da lesão. “Cheguei aqui e não sabia se ia jogar, meu joelho estava muito ruim. Não acredito”, disse, emocionada.

Ainda no momento em que recebeu o troféu, a brasileira agradeceu a todos os familiares pelo momento. “Queria agradecer minha família. Não sei o q seria de mim sem vcs. Em todos os momentos difíceis vcs me fizeram acreditar”, comentou.