Comitê Olímpico Internacional visa medidas para prevenir a Covid nas Olimpíadas. (Divulgação/COB)

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Thomas Bach, prometeu um “grande esforço” por parte da entidade para vacinar participantes da Olimpíada de Tóquio, adiada para o ano que vem por conta da pandemia de coronavírus.
A declaração foi feita após um evento com Yoshihide Suga, novo primeiro-ministro do Japão. Foi o primeiro encontro de Bach com autoridades do país na Ásia desde o adiamento da competição.
“Para proteger o povo japonês e em respeito a ele, o COI fará um grande esforço para que o maior número possível de participantes olímpicos e visitantes cheguem aqui vacinados, se houver uma vacina disponível”, iniciou Bach.
“Isso nos deixa muito confiantes de que podemos ter espectadores nos estádios das Olimpíadas no próximo ano e que eles consigam desfrutar de um ambiente seguro”, completou.
A Olimpíada de Tóquio tem previsão para acontecer nos últimos dias de julho de 2021, mas um novo adiamento não é descartado por conta de novos surtos de Covid-19 pelo mundo.