Fã de futsal, pato-branquense revela 'causos' com coleção de mais de 215 camisas
Fã do Pato Futsal tem expressiva coleção no Sudoeste do estado. Foto: Reprodução/Liga Futsal

Torcedor do Grêmio no futebol de campo, José Roberto Resner nutre um hobby aparentemente comum, mas recheado de ‘causos’ e histórias: colecionar camisas de equipes de futsal. Nas quadras, ele é um fanático adepto do Pato Futsal, clube campeão da Liga Nacional de Futsal em 2019 e 2020.

O pato-branquense de 45 anos tem nada menos do que 219 camisas até o momento, e espera chegar ao número de 280 até o fim deste ano. A coleção é tão grande que já ocupa um cômodo inteiro em sua casa, em Pato Branco, no Sudoeste do estado.

“Era um sonho de criança fazer uma coleção. Na verdade, ele começou a se realizar em 2016, mas timidamente, pois só comprava camisas do Pato (Futsal). Quando veio a Covid-19 e os campeonatos foram suspensos, comecei a adquirir de equipes de todas as divisões do Paraná. Achei que estava ajudando os times, mesmo com um valor praticamente insignificante”, disse ele, em entrevista ao site da Liga Futsal.

Na relação de camisas, muitas raridades estão inseridas. Quer um exemplo? A que vestiu a equipe campeã mundial do Internacional, em 1997. Sim, ele não se importa em ter itens do arquirrival do Grêmio em sua coleção. Ou então a da equipe da Inpacel, de Arapoti (PR), campeã do mundo em 1994.

“Tenho exemplares de vários estados: Enxuta-RS; Ulbra-RS; do Jaraguá-SC da época do Falcão; Tio Sam-RJ; e do Vasco da Gama campeão da Liga Nacional de 2000″, acrescentou Resner.

O negociador

De todos os itens, o mais caro com certeza foi a camisa da seleção brasileira de futsal, tetracampeã mundial em 2008. Ele teve de desembolsar R$ 360, “depois de muito chorar por um desconto”, relembrou. Por outro lado, há histórias engraçadas sobre outras camisas da coleção.

Talvez o maior exemplo seja a do tradicional clube da cidade, o Atlético Patobranquense. Certa vez, ele viu em um supermercado de Pato Branco uma pessoa com a antiga agremiação local. Resolveu fazer uma proposta para ter aquele item em sua coleção. E deu certo. A oferta: pagar as compras do cidadão, em troca da camisa. Deu certo.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Fã de futsal, pato-branquense revela ‘causos’ com coleção de mais de 215 camisas

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.