Manoel Messias levou a prata no triatlo. (Reprodução/Twitter)

O Brasil conquistou mais duas medalhas no fim da tarde deste sábado nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. No triatlo masculino, Manoel Messias faturou a prata e, na patinação artística, Gustavo Casado ficou com o bronze.

Manoel Messias se uniu a Luisa Baptista (ouro) e Vittoria Lopes (prata), que mais cedo haviam conquistado a dobradinha no feminino, e levou a prata na disputa entre os homens. Com uma marca de 1h50min55s, o cearense de Fortaleza só não foi melhor na prova do que o mexicano Crisanto Grasales, que arrebatou a medalha dourada marcando 1h50min39s. Em terceiro, ficou Luciano Franco Taccone (1h51min03s), da Argentina.

“Na definição, ele abriu uma vantagem que não consegui reverter no final”, relatou Messias, admitindo que o adversário estava melhor preparado para a etapa de corrida – as outras são natação e ciclismo -, que finaliza a competição.

Já na patinação artística, o favorito Gustavo Casado não conseguiu repetir o feito de sua compatriota Bruna Wurts, que levara o ouro no feminino mais cedo. Sob pressão no Ginásio Polidesportivo 3, o paulista de Santos já havia terminado apenas em quarto lugar na sexta-feira, no programa curto, e sofreu uma queda logo no início de sua apresentação deste sábado. Como resultado, acabou com uma nota final de 128,09.

O argentino Juan Sanchez, com nota total de 152,62, conquistou o ouro, enquanto a prata ficou com o norte-americano John Burchfield. Restava ao brasileiro, bicampeão mundial em 2013 e 2014, apenas torcer para que o paraguaio Víctor López não fosse bem em sua apresentação. Com uma nota em 120,76 para o competidor do país vizinho, o bronze acabou mesmo com o brasileiro. “Achei que não fosse dar, mas milagres acontecem”, afirmou o patinador, que vai se aposentar depois dos Jogos de Lima.