Mick Schumacher é filho do hepta campeão da F1, Michael Schumacher (Getty Images)

Filho de Michael Schumacher, heptacampeão mundial de Fórmula 1, o alemão Mick Schumacher terá a sua primeira chance de guiar um carro da categoria. Nesta terça-feira foi anunciado que o piloto de 21 anos participará pela Alfa Romeo da primeira sessão de treinos livres para o GP de Eifel, a próxima etapa da temporada de 2020, no circuito de Nurburgring, na Alemanha, entre os dias 9 e 11 de outubro.

Mick Schumacher é o atual líder da Fórmula 2, a porta de entrada para a F-1, e está bem cotado para ser piloto da própria Alfa Romeo no Mundial de 2021 – até o momento o experiente finlandês Kimi Raikkonen e o italiano Antonio Giovinazzi não acertaram contrato para a próxima temporada.

O alemão faz parte da Academia da Ferrari, que anunciou ainda que outros dois pilotos participarão de treinos livres neste ano O britânico Callum Ilott, vice-líder da Fórmula 2, correrá pela Haas também na primeira atividade de pista em Nurburgring e o russo Robert Shwartzman guiará pela Alfa Romeo no GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, em dezembro, na última etapa do campeonato.

“Queríamos organizar esta sessão de testes para que os nossos três melhores jovens pilotos estivessem o mais bem preparados possível para enfrentar uma etapa que vai ser um momento especial para eles para sempre”, disse Laurent Mekies, responsável pela Academia da Ferrari. “Vai ser uma chance de se familiarizar com um carro de Fórmula 1, que é muito mais complicado do que o carro que eles estão acostumados a pilotar”, prosseguiu.

“Gostaria de agradecer à Haas e à Alfa Romeo por oferecerem a Callum, Mick e Robert esta oportunidade. Acreditamos fortemente na nossa Academia, que já provou seu valor com Charles Leclerc, um piloto sobre o qual a Ferrari pode construir seu futuro a longo prazo”, destacou. “Callum, Mick e Robert já provaram seu valor na atual temporada da Fórmula 2 e este teste é mais um passo neste processo de crescimento”, encerrou Mekies.

A Fórmula 2 passa por um período de descanso após a rodada dupla em Sochi, na Rússia, no último final de semana. A próxima corrida é só em novembro, quando o campeonato parte para Abu Dabi.