Mercedes quebrou o recorde da Ferrari. (Foto: Octane/Action Plus/DiaEsportivo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Neste domingo (1), a Mercedes conquistou pela sétima vez o título de construtores da Fórmula 1 e, de quebra, superou o recorde histórico da Ferrari. O triunfo aconteceu logo após mais um resultado positivo da dupla Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, primeiro e segundo lugar respectivamente, no GP de Emilia-Romagna, em Imola, na Itália.
A conquista quebra o recorde da Ferrari e da própria Fórmula 1, pois ultrapassa a sequência de seis títulos seguidos da equipe italiana (1999-2004) e se torna a primeira na história a vencer esse quesito por sete vezes consecutivas.
O título é mais uma mostra do forte domínio da Mercedes nos últimos anos na Fórmula 1, com resultados consistentes e precisos ao longo de todo o calendário, sem dar espaço para grandes equipes como a Red Bull.
Mesmo com a superioridade alcançada nos últimos sete anos, a equipe alemã ainda está longe de ser a mais vencedora da história. Com 16 títulos, a Ferrari se mantém como líder isolada, mesmo com o desempenho abaixo do esperado nesta década.
A última vez que a campeã neste quesito não foi a Mercedes foi em 2013, quando a Red Bull dominava o circuito e venceu naquele ano pela quarta vez consecutiva.
Vale lembrar que a próxima prova da Fórmula 1 será no próximo dia 15, no GP da Turquia, o 14º da atual temporada.