Morreu nesta sexta-feira (7) André Felippe Falbo Ferreira, mais conhecido como Pampa, medalhista olímpico com a seleção brasileira masculina de vôlei em Barcelona, em 1992. Aos 59 anos, ele lutava contra um câncer no sistema linfático, um linfoma.

Por conta quimioterapia, o ex-jogador teve complicações pulmonares e acabou não resistindo. Ele estava internado na UTI da Beneficência Portuguesa, em São Paulo, mas será velado e enterrado no Recife, cidade onde nasceu.

Pampa era um jogador de extremo talento e fez parte da geração que levou o vôlei brasileiro pela primeira vez ao alto do pódio olímpico. Será para sempre referência. É um dia muito triste para todo o voleibol brasileiro. A CBV se solidariza com a família e os amigos deste grande jogador, que escreveu seu nome para sempre na história do esporte mundial”, disse Radamés Lattari, presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), em comunicado lamentando a morte de Pampa.

Pampa disputou duas Olimpíadas

O apelido Pampa veio ainda quando criança. Tendo como ponto forte a cortada, a força foi comparada ao coice de um cavalo da raça pampa. Ao longo da carreira, atou por Palmeiras e Suzano, no Brasil, Lazio e Napoli, na Itália, e Nec/Osaka, do Japão.

Além de Barcelona, em 1992, Pampa também disputou os jogos olímpicos de Seul, em 1988. Depois que se aposentou, se aventurou na política, trabalhando no Ministério do Esporte, entre 20002 e 2002, secretário de esportes de Suzano, entre 2007 e 2010 e também em Campos-RJ, entre 2013 e 2015.

Pampa, campeão olímpico em 1992
Pampa faleceu aos 59 anos. Foto: Reprodução/Facebook

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Morre um dos maiores jogadores do vôlei brasileiro

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.