(Divulgação/Fórmula 1)

JULIANNE CERASOLI
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Vallteri Bottas conquistou a pole position para o GP da Emilia Romagna, em Ímola, na Itália, neste sábado (31). É a quarta vez na temporada em que ele garante a largada na frente, sendo as outras três nas provas da Áustria, de Silverstone e do Eifel.

Com isso, Bottas terá vantagem para tentar vencer a disputa em solo italiano e diminuir a diferença na tabela para seu companheiro de Mercedes, o britânico Lewis Hamilton, que lidera a competição com 256 pontos, 77 pontos à frente do finlandês, o segundo colocado.

“Adorei essa pista, é bonita, sabia que tinha que melhorar na última volta e conseguimos o objetivo. Tive um pouco de dificuldade com a estabilidade do carro, mas tínhamos que tentar, arrisquei e atingimos. Será divertido amanhã, será interessante, é uma das maiores distâncias entre largada e primeira curva, é uma boa posição para largar, esperamos um bom desempenho. O jogo está aberto”, afirmou Bottas após cravar a pole.

Vale destacar que com a liderança do treino classificatório, Bottas mudou o que normalmente acontece, já que o finlandês costuma ser melhor nos treinos livres mas é superado pelo seu companheiro de equipe na classificação. No único treino livre para o GP, Hamilton havia sido o mais rápido.

Com Bottas à frente, a Mercedes se mantém pole em todos os 13 circuitos desta temporada, sendo nove vezes com Hamilton e as outras quatro com o finlandês. A equipe ainda pode conquistar o mundial de construtores pela sétima vez seguida neste domingo (1º), o que seria um recorde.

Para isso, os construtores alemães precisam sair de Ímola com pelo menos 176 pontos de vantagem para a Red Bull. No momento, eles têm 209, ou seja, serão campeões caso a rival não consiga marcar 33 pontos a mais que Hamilton e Bottas.

O GP da Emilia-Romagna, que é o terceiro disputado na Itália neste ano, está servindo de teste para que as provas da Fórmula 1 tenham um dia a menos de atividades. Os pilotos só tiveram 1h30 de preparação na pista antes da definição do grid de largada.

O destaque do treino ficou por conta de dois jovens pilotos. Isso porque Max Verstappen, da Red Bull, conseguiu superar alguns problemas técnicos no carro e ficou na terceira colocação, atrás apenas da dupla da Mercedes, enquanto Pierre Gasly, da AlphaTauri, manteve o embalo forte do treino livre e garantiu a quarta colocação.
*
O grid de classificação do GP da Emilia-Romagna, em Ímola:
1 – Valtteri Bottas/FIN – Mercedes – 1min13s609
2 – Lewis Hamilton/ING – Mercedes – + 0.097
3 – Max Verstappen/HOL – Red Bull – +0.567
4 – Pierre Gasly/FRA – AlphaTauri – + 0.893
5 – Daniel Ricciardo/AUS – Renault – + 0.911
6 – Alexander Albon/TAI – Red Bull – + 0.963
7 – Charles Leclerc/MON – Ferrari – + 1.007
8 – Daniil Kvyat/RUS – AlphaTauri – +1.087
9 – Lando Norris/ING – McLaren – +1.205
10 – Carlos Sainz Jr/ESP – McLaren – + 1.302
11 – Sergio Pérez/MEX – Racing Point – 1min15s061
12 – Esteban Ocon/FRA – Renault – 1min15s201
13 – George Russell/ING – Mercedes – 1min15s323
14 – Sebastian Vettel/ALE – Ferrari – 1min15s385
15 – Lance Stroll/CAN – Racing Point – 1min15s494
16 – Romain Grosjean/FRA – Haas – 1min15s918
17 – Kevin Magnussen/DIN – Haas – 1min15s939
18 – Kimi Raikkonen/FIN – Alfa Romeo – 1min15s953
19 – Nicholas Latifi/CAN – Williams – 1min15s987
20 – Antonio Giovinazzi/ITA – Alfa Romeo – 1min16s208