Foto: Divulgação/UEFA

O prefeito da região metropolitana de Liverpool, Steve Rotheram, afirmou que a partida entre o clube inglês e o Atlético de Madri, pelas oitavas de final da Champions League, pode ter ajudado a propagar o novo coronavírus pela cidade.

Os dois clubes se enfrentaram em Anfield, casa no Liverpool, em 11 de março, com 53 mil torcedores no estádio, sendo 3 mil fãs do time da capital espanhola, onde a quarentena já havia começado. O governo do Reino Unido só foi adotar medidas de restrição 10 dias depois.

Agora, Rotheram acredita que uma investigação deve ser realizada para descobrir se a partida influenciou no aumento dos casos de coronavírus em Liverpool.

“Se as pessoas contraÍram o coronavírus como um resultado direto de um evento esportivo que acreditávamos que não deveria ser realizado, isso é um escândalo”, declarou à emissora BBC.

“Eles (torcedores do Atlético de Madri) não estavam permitidos a se aglomerar no próprio país deles, mas 3 mil deles vieram ao nosso país e podem ter espalhado o coronavírus”, declarou.

De acordo com o Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS), 246 pessoas morreram por conta da covid-19 nos hospitais públicos de Liverpool. Já Madri é uma das cidades mais afetadas pelo coronavírus na Espanha, o segundo país com mais casos da doença.