Harry Kane marcou o gol da Inglaterra no tempo normal. (Divulgação)

A Inglaterra é a última classificada para as quartas de final da Copa do Mundo. Em jogo realizado no estádio do Spartak, em Moscou, os ingleses empataram em 1 a 1 com a Colômbia, no tempo normal e também na prorrogação, e garantiram a vaga nos pênaltis com a vitória por 4 a 3.

O time inglês abriu o placar em cobrança de pênalti de Harry Kane, que marcou pela sexta vez na Copa do Mundo. Já o empate da Colômbia saiu no último lance do tempo normal, com o zagueiro Mina, de cabeça. Nos pênaltis, o goleiro Pickford defendeu a cobrança de Bacca e o atacante Muriel chutou no travessão. Já Henderson foi o único que desperdiçou no lado da Inglaterra.

Essa é a primeira vez desde a Copa de 2006 que a Inglaterra chega às quartas de final. Em 2010, foi goleada pela Alemanha por 4 a 1, nas oitavas de final. Já no último Mundial, caiu ainda na primeira fase no grupo que tinha Uruguai, Itália e Costa Rica.

Em busca de uma vaga na semifinal, a Inglaterra encara a Suécia, no próximo sábado (07), às 11h, na cidade de Samara.

O jogo

A Colômbia teve uma notícia ruim antes da partida com a ausência do meia James Rodriguez. Sem o seu principal jogador, o time colombiano teve apenas Quintero na armação e encontrou dificuldades durante todo o primeiro tempo. Do outro lado, a Inglaterra manteve a base que venceu as duas primeiras rodadas e levou maior perigo nos 45 minutos iniciais.

Os principais momentos do time inglês foram em jogadas visando o artilheiro Harry Kane. Na melhor chance do primeiro tempo, o goleiro Ospina não alcançou cruzamento vindo da direita e a bola ficou para o camisa 9. Porém, o atacante, desequilibrado, cabeceou pela linha de fundo.

O panorama da partida permaneceu o mesmo no segundo tempo, mas a Inglaterra encontrava dificuldade para finalizar no gol. No momento em que a Colômbia conseguia neutralizar o ataque inglês, o volante Carlos Sánchez derrubou Harry Kane dentro da área e o árbitro Mark Geiger marcou a penalidade máxima.

Na cobrança, o artilheiro da Inglaterra cobrou no meio do gol e marcou pela sexta vez na Copa do Mundo. Após abrir o placar, a equipe inglesa ganhou moral dentro de campo e passou a administrar o resultado. Já a Colômbia apostou na entrada de Bacca para jogar ao lado de Falcao Garcia.

Mesmo com dois atacantes na referência, a Colômbia teve uma grande chance de empatar em jogada no contra-ataque. Cuadrado recebeu a bola na entrada da área e, de frente para o gol, chutou por cima para lamentação de todos os colombianos.

Nos minutos finais, a Colômbia pressionou em busca do gol de empate e o goleiro Pickford fez uma grande defesa com a ponta dos dedos em chute de Uribe. Na sequência, Cuadrado cobrou escanteio para o meio da área, Mina subiu mais que toda a defesa e empatou no último lance.

A Inglaterra sentiu o gol de empate e pouco atacou na prorrogação. Já a Colômbia apostou nas jogadas de bola aérea, mas Falcao Garcia não aproveitou as chances. Sem nenhum gol no tempo extra, a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, a Inglaterra levou a melhor por 4 a 3. Harry Kane, Rashford, Trippier e Dier marcaram para os ingleses e Falcao Garcia, Cuadrado e Muriel fizeram para os colombianos.

FICHA TÉCNICA
COLÔMBIA (3) 1X1 (4) INGLATERRA

Local: Spartak Stadium, em Moscou (RUS).
Data: Terça-feira, 03 de julho de 2018.
Horário: 15h (horário de Brasília).
Árbitro: Mark Geiger (EUA).
Assistentes: Joe Fletcher (CAN) e Frank Anderson (EUA).
Árbitro de vídeo: Danny Makkelie (HOL).

Colômbia: Ospina; Arias (Zapata), Mina, Davinson Sánchez e Mojica; Carlos Sánchez (Uribe), Lerma (Bacca), Barrios e Cuadrado, Quintero (Muriel); Falcao Garcia.
Técnico: José Pekerman.

Inglaterra: Pickford; Walker (Rashford), Stones e Maguire; Trippier, Henderson, Dele Alli (Dier) e Ashley Young (Rose); Lingard, Sterling (Vardy) e Harry Kane.
Técnico: Gareth Southgate.

Cartões amarelos: Barrios, Arias, Carlos Sánchez, Falcao Garcia, Bacca e Cuadrado (COL); Henderson e Lingaard (ING).
Gols: Harry Kane (ING), aos 11′ do segundo tempo, e Mina (COL), aos 48′ do segundo tempo.