França conquista a Copa do Mundo pela segunda vez da Copa do Mundo na história. (Divulgação/Equipe de France)

A França é a campeã da Copa do Mundo de 2018. Em uma das grandes finais da história, a seleção francesa confirmou o favoritismo imposto desde o começo da competição e venceu a Croácia por 4 a 2. Os dois grandes nomes da final foram os atacantes Griezmann e Mbappé, que participaram de três dos quatro gols.

É a segunda vez que a França conquista o título da Copa do Mundo. A anterior foi em 1998, quando ganhou em casa, com direito a vitória na decisão por 3 a 0 sobre o Brasil. Já o técnico Didier Deschamps também entra para a história e se junta a Zagallo e Franz Beckenbauer na lista de campeões como jogador e técnico.

A campanha do título começou com uma vitória difícil sobre a Austrália por 2 a 1. Depois, venceu o Peru por 1 a 0 e encerrou a primeira fase com empate sem gols diante da Dinamarca. Nas oitavas de final, um dos maiores jogos da edição da Copa do Mundo na vitória por 4 a 3 diante da Argentina. Nas quartas, eliminou o Uruguai por 2 a 0. Já na semi, vitória por 1 a 0 contra a Bélgica.

Do outro lado, a Croácia também entra para a história com a campanha na Copa do Mundo. Em apenas 27 anos de independência, os croatas chegaram à final pela primeira vez e superaram o desempenho de 1998, quando terminou em terceiro lugar.

O jogo

A França apostou na mesma escalação de boa parte da Copa do Mundo com Giroud de centroavante e Mbappé e Griezmann jogando pelos lados do ataque. Já a Croácia manteve a dúvida até hora antes da partida, mas contou com força em máxima em campo.

Com bola rolando, a Croácia procurou o gol nos primeiros minutos, mas a França foi mais eficiente e aproveitou a bola parada para sair na frente. Griezmann cobrou a falta para o meio da área, o centroavante Mandzukic tentou afastar e mandou contra a própria a meta.

O gol não abateu a seleção croata que rapidamente empatou a decisão. Após cobrança de falta ensaiada de Modric, a bola sobrou nos pés de Perisic. O camisa 4 cortou Kante e chutou com força no canto direito para deixar tudo igual. Ele era uma das dúvidas na escalação pelo desgaste durante a competição.

Ainda no primeiro tempo, um lance polêmico resultou no segundo gol da França. Griezmann cobrou escanteio na primeira trave e a bola bateu na mão de Perisic para muita reclamação dos jogadores franceses. O árbitro Néstor Pitana olhou o vídeo e apontou o pênalti. Na cobrança, Griezmann cobrou rasteiro e deslocou o goleiro Subasic para colocar o time francês na frente mais uma vez.

Na volta para o segundo tempo, a Croácia foi para o ataque em busca do empate e rapidamente o treinador francês reforçou a marcação ao colocar Nzonzi na vaga de Kante, que já tinha cartão amarelo. No momento em que o time croata pressionava, a seleção francesa aproveitou a categoria de seus jogadores para ampliar a vantagem. Pogba precisou de duas chances para marcar o terceiro gol.

Pouco tempo depois, o time francês marcou mais uma vez. Mbappé chutou no canto esquerdo e coroou o seu desempenho individual na Copa do Mundo. A Croácia ainda tentou a reação e descontou com Mandzukic após falha do goleiro Lloris. Porém, a reação parou no segundo gol e a festa foi francesa em Moscou.

FICHA TÉCNICA
FRANÇA 4X2 CROÁCIA

Local: Estádio Luzhniki, em Moscou (RUS).
Data: Domingo, 15 de julho de 2018.
Horário: 12h (de Brasília).
Árbitro: Néstor Pitana (ARG).
Assistentes: Hernan Maidana (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG).
Árbitro de vídeo: Massimiliano Irrati (ITA).

França: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Hernandez; Kante (Nzonzi), Pogba, Mbappé, Griezmann e Matuidi (Tolisso); Giroud (Fekir).
Técnico: Didier Deschamps.

Croácia: Subasic; Vrsaljko, Lovren, Vida e Strinic (Pjaca); Brozovic, Rakitic, Rebic (Kramaric), Modric e Perisic; Manduzkic.
Técnico: Zlatko Dalic.

Cartões amarelos: Kante e Hernandez (FRA).
Gols: Mandzukic (FRA), contra, aos 18′ do primeiro tempo, Perisic (CRO), aos 28′ do primeiro tempo, Griezmann (FRA), aos 38′ do primeiro tempo, Pogba (FRA), aos 14′ do segundo tempo, Mbappé (FRA), aos 20′ do segundo tempo, e Mandzukic (CRO), aos 24′ do segundo tempo.