Se em campo o resultado não foi como o Atlético esperava (empate em 1 x 1 e eliminação da Copa do Brasil), nas arquibancadas a torcida rubro-negra deu um show à parte. Diversas manifestações foram programadas contra a atitude racista do zagueiroDanilo, do Palmeiras- que no jogo de ida xingou Manoel de “macaco”.

Vários torcedores foram com o rosto pintado de tinta preta, enquanto outros levaram cartazes de protesto, com frases do tipo “Não ao racismo”. Quando Danilo entrou em campo, ouviam-se vaias e xingamentos por todos os lados.

Na entrada do time atleticano formou-se um mosaico no setor Getúlio Vargas inferior com a palavra RESPEITO. A Comissão de Mosaico do clube geralmente leva meses para montar cada umdesses espetáculos, mas diante da atitude do jogador palmeirense, os 25 membros do grupo resolveram correr para se manifestar contra o preconceito racial.

Entre os próprios jogadores houve represália à atitude de Danilo. Após a execução dos hinos, na hora em que os jogadores de ambos os time se cumprimentam, Manoel passou sem dar a mão ao atleta alviverde, recebendo aplausos da torcida local.

E as provocações seguiram durante o decorrer da partida. Sempre que Danilo tocava na bola, a torcida rubro-negra o vaiava. Apesar disso, o Atlético não conseguiu se classificar e quem fez festa foi o Palmeiras de Danilo.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Torcida protestou contra o preconceito racial

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.